DM Autos

Peugeot 208 2021 é ousado no visual e nas tecnologias, mas fica devendo motor turbo

Andamos na versão mais completa do modelo compacto da nova geração: a Griffe.

diario da manha

O Peugeot 208 2021, lançado em setembro do ano passado, finalmente chegou para a avaliação do DMAutos. Nossa expectativa era grande para dirigir o hatch compacto da nova geração, cujo visual impressiona pelas linhas modernas e espírito sedutor.

O design do modelo segue a atual assinatura visual da marca francesa.  O 208 anterior já causava boa impressão, mas o 2021 deu uma guinada daquelas de tirar o fôlego. Sempre achei os carros da marca bonitos e charmosos. Só não falei que têm boa aceitação no mercado.

Sob o capô a marca ficou devendo o motor turbo que daria um up grade ao modelo na briga com o Chevrolet Onix, Volkswagen Polo, Fiat Argo, Toyota Yaris e Hyundai HB20. Esse propulsor turbinado colocaria o hatch de entrada da marca em outro patamar no segmento.

Abusado

A ausência do propulsor turbo foi o único ponto de críticas, ao contrário do visual e do pacote de tecnologias avançadas e itens que são destaques no segmento, como carregador de celular por indução. Nos dois quesitos o novo 208 chegou abusado ao mercado.

Recebemos em Goiânia a versão mais completa, a Griffe. Se a espera foi um pouca longa, o presente tinha que vir na sua plenitude. Portanto, a versão cedida para avaliação veio na medida. O Peugeot 208 2021 causou nas ruas de Goiânia.

Se não quer ser visto por alguma razão, não ande no novo Peugeot 208. Afinal, o hatch chama realmente a ponto de passar e não ser percebido. O carro é perfeito nas linhas modernas e nos detalhes do acabamento. Como já disse, ficou devendo um propulsor de pegada mais esportiva.

A bordo do novo 208, o motorista não conseguirá se safar dos olhares atentos voltados para o hatch. O Azul Quasar metálico da versão que avaliamos arrasa na beleza. Não dá para não ser notado nas ruas. Foram quase 15 dias rodando com o modelo de linhas modernas.

O empréstimo, apenas para deixar bem claro, foi mais longo por conta do lockdown decretado pelo governo, fechando tudo na cidade. Se não tinha como devolver o novo 208 na revenda, a fabricante estendeu o prazo.

Hatch estiloso

Dei uma baita sorte! Uma semana a bordo do hatch charmosinho e cheio de estilo seria muito pouco. Aproveitei o máximo o carro de linhas atraentes no visual externo e interior com conceito inspirado no irmão maior, o Peugeot 3008.

As tecnologias de assistência ao motorista que estão presentes no 208, em especial na versão Griffe, fazem o diferencial do hatch. Só mesmo dirigindo para entender suas funcionalidades na segurança de quem está ao volante e das pessoas a bordo.

Dentre as tecnologias de ponta, destaques para o alerta de colisão, frenagem autônoma de emergência, farol alto automático, reconhecimento de placas de velocidade, detector de fadiga, alerta e correção de permanência em faixa (veja abaixo os equipamentos que cada versão traz).

Agora fabricado na Argentina, o novo Peugeot 208 foi construído sobre a nova plataforma batizada de Common Modular Platform (CMP). Em relação ao modelo anterior, o atual ficou um pouco maior no comprimento e na largura. O compacto já vem bem completo desde a versão de entrada com transmissão automática, a Active.

O 208 2021 mede 4,05 metros de comprimento (7 cm maior que o anterior) e 1,74 metro de largura (4 cm mais largo). Na altura, o hatch compacto perdeu 4 cm. Ele tem agora 1,43 metro. No entre-eixos manteve os mesmos 2,54 metros.

O porta-malas também perdeu em tamanho. Agora tem capacidade para 265 litros, ficando 20 litros menor por conta do uso do estepe temporário no compartimento.

Motor

Se com relação ao design e ao pacote de tecnologias embarcada os elogios foram muitos, o mesmo não se pode dizer da motorização. Os críticos não perdoaram a ausência do inédito motor 1.2 turbo. O modelo de cara e jeito esportivos pede uma propulsor mais agressivo.

Não só o motor turbo 1.2 foi deixado de lado. O 1.6 THP de 173 cv de potência, que equipava o 208 GT, também não veio em nenhuma das versões.

A motorização turbinada era um item bastante aguardado, mas para surpresa de todos a Peugeot adotou apenas um único motor aspirado para toda a linha.

Potência

No novo Peugeot 208 2021 o motor é sempre o 1.6 16V (ante os 16,1 kgfm do modelo anterior), de 118/115 cv e 15,5 kgfm (4.500 rpm) e 15,4 kgfm (4.000 rpm), respectivamente com etanol e gasolina.

São duas opções de câmbio: o manual de cinco marchas, e automático de seis marchas, que permite trocas sequenciais pela alavanca e três modos de condução: Drive, Eco e Sport.

O conjunto motor e câmbio é eficiente. Não dá para reclamar do seu desempenho. É ágil no trânsito urbano e na rodovia não faz feio.

O consumo da versão Griffe avaliada praticamente seguiu os números oficiais anunciados pela fabricante. Na cidade, com etanol no tanque, o 208 registrou 7,7 km/l e 9,4 na estrada.

A Peugeot informa consumo de 7,5 km/l e 9,0 km/, respectivamente, com o mesmo combustível. Com gasolina no tanque, os números oficiais apontam para consumo de 10,9 km/l e 13,1km/l na cidade e estrada, respectivamente.

Interior

Por dentro, o compacto foi todo desenvolvido com conceito i-Cockpit. O acabamento do Peugeot 208 2021 é referência entre os compactos e traz inspiração do irmão 3008.

O material usado é de excelente qualidade, como o Alcântara nos bancos. No painel traz uma faixa central macia ao toque fazendo uma conexão perfeita com as portas.

Uma pena uma versão tão moderna oferecer freio de estacionamento por alavanca. A central multimídia de 7 polegadas é compatível com Android e Aple CarPlay para espelhamento via cabo.

O modelo traz duas entradas USB, sendo uma na tela e outra no console dianteiro, somente para carregamento.

O quadro de instrumentos das versões mais completas, como a Griffe, traz tecnologia Digital 3D, oferecendo um efeito agradável. O volante, de desenho moderno, tem a base achatada e oferece boa empunhadura.

A direção elétrica proporciona uma condução bem confortável e permite manobras sem qualquer esforço.

Espaço

Não queira espaço em um modelo do porte do 208. Motorista e passageiro da frente não têm muito do que reclamar, mas quem vai atrás anda apertado. Quem for mais alto se sente mais incomodado.

A linha 2021 da nova geração do modelo está sendo comercializada em seis versões. Em setembro de 2020 a marca promoveu o lançamento apenas das versões automáticas e, em novembro, apresentou duas novas versões manuais de cinco marchas (Like e Like Pack), com o mesmo motor 1.6. 

A versão Like é direcionada a frotistas. Nela, o ar-condicionado é analógico, há vidros elétricos somente na frente e a central multimídia tem apenas 5 polegadas.

A Like Pack é mais interessante no pacote de itens de série. Conta com ar-condicionado digital de uma zona, direção e trio elétrico, central multimídia de sete polegadas, volante multifuncional ajustável em altura e profundidade e controle de estabilidade e de tração. Essa versão tem  apenas quatro airbags (frontais e laterais dianteiros).

Peugeot 208 2021: Versões e preços

Peugeot 208 Like 1.6 MT5 – R$ 65.990
Peugeot 208 Like Pack 1.6 MT5 – R$ 69.990
Peugeot 208 Active – R$ 80.290
Peugeot 208 Active Pack – R$ 87.090
Peugeot 208 Allure – R$ 91.990
Peugeot 208 Griffe – R$ 96.990

Equipamentos de série das versões automáticas

Peugeot 208 Active – Conta com luzes diurnas de leds, rodas de liga leve aro 16, retrovisores e maçanetas na cor da carroceria, maçanetas e detalhes internos cromados, quatro airbags, controles de estabilidade e tração, Isofix, vidros, retrovisores e travas elétricas (com fechamento dos vidros), piloto automático, computador de bordo, chave canivete, alarme, ar-condicionado digital, direção elétrica, direção com ajuste de altura e profundidade, assistente de partida em rampa, central multimídia com tela de 7 polegadas com Android Auto e Carplay, volante multifuncional, duas portas USB dianteiras.

Peugeot 208 Active Pack – Traz todos os itens da Active e acrescenta apenas câmera de ré e teto solar fixo panorâmico.

Peugeot 208 Allure – Traz todos os itens da Active Pack e acrescenta rodas de liga leve aro 16 diamantadas, painel com faixa de toque macio, airbags de cortina, ar-condicionado digital e automático, escape com ponteira cromada, apoio de braço para o motorista, carregador sem fio por indução em nicho fechado e que também é suporte de celular, partida por botão, volante revestido de couro e quadro de instrumentos digital com visualização 3D.

Peugeot 208 Griffe – Traz todos os itens da Allure e acrescenta faróis full-led com ajuste de altura automático em tempo real, retrovisores e aerofólio pintados de preto, alerta de colisão, frenagem autônoma de emergência, farol alto automático, reconhecimento de placas de velocidade, detector de fadiga, alerta e correção de permanência em faixa, acendimento automático dos faróis, sensor de chuva, sensor de estacionamento traseiro e câmera de ré com visão 180°.

Ficha técnica: Peugeot 208 Griffe 2021

Motor: dianteiro, transversal, 4 cilindros, 16 válvulas, 1.587 cm3, comando variável na admissão, flex
Potência e Torque: 115/118 cv a 5.750; 15,5 kgfm a 4.750 rpm (E) 15,4 kgfm a 4.000 rpm (G)
Transmissão: câmbio automático de 6 marchas, tração dianteira
Suspensão:     independente McPherson na dianteira, eixo de torção na traseira
Rodas e Pneus: liga leve aro 16″ com pneus 195/55 R16
Freios: discos ventilados na dianteira e tambores na traseira, com ABS e ESP
Peso: 1.178 kg em ordem de marcha
Dimensões:    comprimento 4.055 mm, largura 1.738 mm, altura 1.453 mm, entre-eixos 2.538 mm
Capacidades: 47 litros; porta-malas 265 litros

Comentários