DM Autos

Jeep Renegade Trailhawk: O SUV compacto com o legítimo DNA da marca

Versão mais completa do modelo mostra disposição para fazer trilhas.

diario da manha

O Jeep Renegade Trailhawk é a versão do utilitário compacto que mais se identifica com o DNA 4×4 da marca. É também o modelo do segmento com o visual mais atraente e o que sai do território off-road e vai para a cidade rodar como um SUV urbano. Não é esse, literalmente, o seu ambiente de melhor desempenho, mas pode contar com um modelo ágil que dá a resposta esperada.

Andamos na versão topo do Renegade, com preço de hoje na casa dos R$ 170 mil. É um valor salgado opor se tratar de um SUV compacto, mas os benefícios são muitos, principalmente para aqueles condutores de espírito mais aventureiro e que gostam de dar uma relaxada fazendo trilhas em pisos mais acidentados.

O Jeep Renegade Trailhawk proporciona verdadeiramente uma sensação prazerosa de dirigir. Na cidade roda como um SUV urbano e nas trilhas é responsável e forte para transpor os obstáculos. O jipinho cheio de glamour não tem medo de encarar ambientes onde só os verdadeiros 4×4 conseguem transitar.

Motores flex e diesel

O Renegade é o único SUV compacto que oferece aos consumidores as opções de motor flex e diesel, além da oferta da tração 4×4, um dos seus diferenciais. O modelo já vendeu cerca de 350 mil unidades no Brasil desde o seu lançamento, em 2015.

As versões flex  STD 1.8  AT, Sport 1.8 AT, Longitude 1.8 AT e a Limited 1.8 AT têm perfil urbano. As versões com motorização diesel, Moab 2.0 AT 4×4, Longitude 2.0 AT 4×4 e a Trailhawk 2.0 AT 4×4 fazem o papel off-road com muita propriedade.

A linha 2021/2022 do Renegade – nós andamos no Trailhawk 2021 – incluiu a Série Especial 80 Anos (homenagem aos 80 anos da Jeep) nas versão com motor 1.8 Flex AT e 2.0 Diesel AT 4×4. O Renegade oferece ainda a versão 1.8 Flex AT destinada ao público PcD.

O Jeep Renegade Trailhawk, como toda a linha, mudou pouco o visual desde que foi lançado. Alguns retoques aqui e outros ali, os chamados facelifts, mantiverem o SUV com aparência moderna. O conjunto mecânico também foi mantido.

Novo motor

Visual e motor, contudo, mudam no próximo ano. O Renegade vai passar finalmente pela sua maior mudança e receberá sob capô o motor 1.3 turbo de 185 cv de potência nas versões flex. Esse motor faz sua estreia no novo Jeep Compass. Já o motor 2.0 turbo deve receber melhorias.

A versão Trailhawk testada se diferencia das demais pelo visual com detalhes exclusivos que remetem o compacto para o fora de estrada. Ele conta com três ganchos, dois na dianteira e um na traseira para auxiliar em possíveis reboques. Nas caixas de roda e nas laterais foram empregados apliques que ajudam a proteger em terrenos mais acidentados.

O capô conta com um adesivo preto fosco que serve não só para reforçar a aparência off-road do Trailhawk. Esse adesivo serve também para impedir o reflexo do sol na visão do motorista em trilhas com inclinações.

Dispõe também de uma plaqueta “Trail Rated” posicionada logo abaixo da coluna “A”, nos dois lados da carroceria). Essa identificação é concedida apenas aos carros que conseguiram transpor a trilha Rubicon, uma das mais difíceis dos Estados Unidos.

No interior do Jeep Renegade Trailhawk chama a atenção os detalhes em vermelho na moldura dos alto falantes nas portas, nas saídas de ar laterais no painel e no console central. Os bancos de couro trazem costuras também em vermelho e o nome da versão bordado no encosto dos assentos dianteiros.

O couro dos bancos é aplicado também nas portas e o som é da marca Beats, com subwoofer e 506 watts de potência. O único opcional da versão é o teto solar panorâmico e removível,

Acabamento

Como em toda a família Jeep, o acabamento da versão Trailhawk não deixa nada a desejar. O porta-malas é pequeno com seus 260 litros, mas não fora dos padrões para um modelo voltado para o off-road. As demais versões do SUV o compartimento chega a 320 litros, graças ao estepe temporário, diferente do Trailhawk, que tem o estepe convencional.

Versão mais completa do Renegade, a Trailhawk é bem servida de equipamentos. São sete airbags, freio de estacionamento eletrônico acionado por tecla auxiliar de partida em rampa, controles de tração, estabilidade e anticapotamento, alerta de ponto cego, assistente de descida, faróis e lanternas full LED, freio de estacionamento eletrônico, câmera de ré e sensores de chuva, crepuscular e de estacionamento traseiro.

Em termos de comodidade a lista também é recheada na versão Trailhawk. Tem ar-condicionado digital dual zone, duas portas USB, central multimídia com tela de 8.4 polegadas e conexão com smartphones, painel de instrumentos com tela configurável, bancos em couro, abertura das portas e partida do motor com chave presencial, display de sete polegadas no painel de instrumentos e retrovisor eletrocrômico.

Teto solar

O único opcional da versão é o teto solar elétrico panorâmico “Command View”, com vidro retrátil com abertura elétrica sobre os bancos dianteiros. A versão não traz itens importantes, como piloto automático adaptativo, sensor de estacionamento dianteiro, alerta e auxiliares de frenagem e bancos dianteiros com ajustes elétricos, mesmo que fosse somente o do motorista.  

O Renegade Trailhawk é equipado com motor 2.0 16V turbodiesel, quatro cilindros, 4×4, de 170 cv a 3.750 rpm e torque 35,7 kgfm a 1.750 rpm, associado à transmissão é automática de nove marchas e aletas para trocas sequenciais atrás do volante. Durante o teste o consumo médio foi de 11,5 km/l.

A combinação das marchas mais longas com o motor turbodiesel é perfeita por causa da força em baixas rotações. Isso ajuda a economizar e a reduzir o nível de ruído. De acordo com o Inmetro, o Jeep Renegade Trailhawk faz 9,4 km/l na cidade e 11,5 km/l na estrada, o que implica em uma autonomia teórica de 564 km em trechos urbanos e 690 em rodoviários considerando o tanque de 60 litros.

A versão Trailhawk conta com o Jeep Active Drive Low com seletor para cinco tipos de terrenos (auto, snow, sand, mud e rock), auxiliar de descida e pneus de uso misto, direção elétrica e freio a disco e suspensão independente nas quatro rodas, além da tração 4×4 e pneus de uso misto.  

Renegade Trailhawk: teste

Levamos o Renegade para o fora de estrada. O ambiente escolhido não exigiu muito do SUV. Mesmo assim, diante dos poucos obstáculos o Renegade saiu-se bem.  O modo 4WD estava lá pronto para ser acionado caso a estrada oferece resistência. Não foi preciso lançar mão de mais força nas rodas para deixar para trás as resistências que o caminho oferecia.

A tração do Renegade atua de forma que, caso uma das rodas esteja suspensa e sem capacidade de tração, o sistema atua de forma inteligente. Ele direciona a força apenas para as rodas presas ao chão. A roda suspensão fica travada.

Além do excelente conforto interno, o Renegade Trailhawk proporciona prazer dirigir e se destaca também pelo bom rendimento do conjunto mecânico.

 O motor de 170 cavalos é ágil nos deslocamentos urbanos e nas estradas responde forte nas acelerações e faz ultrapassagens tranquilas. Nos pisos de terra o SUV não encontra dificuldades para transpor os obstáculos e os 22,3 cm de atura do solo são um dos pontos positivos.

A suspensão independente nas quatro rodas otimiza o conforto a bordo. O sistema não repassa as imperfeições do solo para a cabine, deixando o rolar bem confortável. E os freios a disco em todas as rodas deixam as frenagens ainda mais seguras. Além disso, o consumo é muito bom, durante o teste, mesmo rodando bem no fora de estrada, ele fez, em média, 11,7km/l.

Preços do Jeep Renegade 2021/2022

Jeep Renegade 1.8 Flex AT – R$ 69.990 (PcD)
Jeep Renegade STD 1.8 Flex AT – R$ 89.990
Jeep Renegade Sport 1.8 Flex AT  – R$ 101.890
Jeep Renegade Longitude 1.8 Flex AT – R$ 119.990
Jeep Renegade Série 80 Anos 1.8 Flex AT – R$ 123.490
Jeep Renegade Limited 1.8 Flex AT – R$ 129.490
Jeep Renegade Moab 2.0 Diesel AT 4×4 – R$ 152.990
Jeep Renegade Longitude 2.0 Diesel AT 4×4 – R$ 160.590
Jeep Renegade Série 80 Anos 2.0 Diesel AT 4×4 – R$ 164.590
Jeep Renegade Trailhawk 2.0 Diesel AT 4×4 – R$ 172.990

Equipamentos

Segurança: airbags frontais, laterais, de cortina e para os joelhos do motorista, freios ABS com EBD, alarme, controle eletrônico de estabilidade, controle de tração, controle eletrônico anti capotamento, controle de estabilidade para trailer, encosto de cabeça e cinto de três pontos para os cinco ocupantes, Isofix para fixação de cadeirinhas no banco traseiro, luzes de condução diurna, Panic Break Assist, assistente de partida em rampas, controle eletrônico de velocidade em descidas, protetor de assoalho, cárter, do tanque de combustível e de transmissão, freio a disco nas quatro rodas, freio de estacionamento eletrônico, entre outros.

Conforto: direção elétrica, ar-condicionado automático digital de duas zonas, vidros elétricos nas quatro portas com one touch, travas elétricas nas portas e porta-malas, faróis com acendimento automático, volante com ajuste de altura e profundidade, apoia-braço central dianteiro com porta-objetos, banco do motorista ajustável em altura, banco traseiro bipartido e rebatível, banco do passageiro dianteiro rebatível, retrovisores externos elétricos, chave presencial, partida do motor por botão, piloto automático com limitador de velocidade, retrovisor interno eletrocrômico, porta-objetos sob o assento do banco do passageiro, porta-celular, entre outros.

Visual e acabamento: volante revestido em couro, bolsa porta-objetos atrás do banco do motorista, bancos revestidos parcialmente em couro com costuras na cor vermelho rubi, alavanca de câmbio revestida em couro, faróis full LED, lanternas em LED, faróis e lanterna de neblina em LED, ganchos de reboque vermelhos, iluminação do porta-malas, molduras do painel e console na cor vermelho rubi, preto e Metal Diamond, porta-malas com revestimento duplo, retrovisores externos com capa na cor cinza e repetidores de seta, rodas de liga-leve de 17 polegadas com pneus “super verdes” 215/60 de uso misto, tapetes internos em borracha, rack de teto na cor preta, adesivo no capô, entre outros.

Tecnologia: sensor de chuva, sensor crepuscular, sensor de estacionamento traseiro, central multimídia com tela sensível ao toque de 8,4 polegadas, Android Auto, Apple CarPlay, comandos de voz, Bluetooth e entrada USB, sistema de som com seis alto-falantes, suspensão off-road com altura elevada, tração 4×4 Jeep Active Drive Low, câmera de ré, computador de bordo (distância, consumo médio, consumo instantâneo, autonomia e tempo de percurso), painel de instrumentos com tela colorida e configurável de sete polegadas, entre outros.

Jeep Renegade Trailhawk – opcional

Teto solar elétrico panorâmico “Command View”, com vidro retrátil com abertura elétrica sobre os bancos dianteiros.

Ficha Técnica – Renegade Trailkawk

Motor: 2.0, quatro cilindros, diesel
Potência: 170 cv a 3.750 rpm
Torque: 35,7 kgfm a  1.750 rpm
Transmissão:  Automático, 9 marchas, tração integral
Suspensão: Independente (dianteira e traseira)
Freios: Discos ventilados na dianteira e sólidos na traseira
Pneus: 215/60 R17
Dimensões: 4,24 m (comprimento), 1,79 m (largura), 1,73 m (altura), 2,57 m (entre-eixos)
Tanque: 60 litros
Porta-malas: 260 litros
Consumo: 9,4 km/l (cidade) /11,5 km/l (estrada) com diesel
De 0 a 100 km/h: 9,9 segundos
Velocidade máxima: 190 km/h

Comentários