DM Autos

Jeep Renegade 1.8 Flex. Testamos a versão Limited do SUV compacto

Modelo tem atributos e fez médias boas considerando o uso de etanol na avaliação.

diario da manha

O Jeep Renegade 1.8 Flex é mesmo gastador? Ouvimos essa pergunta de um potencial comprador do modelo. Eu mesmo já queria tirar essa dúvida e esperava por uma oportunidade. Não tive condições de responder com exatidão ao questionamento da pessoa que, aparentemente, tinha interesse na compra de um Renegade com motorização flex.

De posse do Jeep Renegade Limited 1.8 16V Flex 2020, cedido pela marca para avaliação, fomos atrás da resposta. A versão veio com todos os opcionais, inclusive o teto solar panorâmico Command View.

O consumo, portanto, foi o ponto em que focamos com maior cuidado no teste que realizamos com a versão Limited 1.8 16V Flex E.torQ EVO 2020, associado com a transmissão automática de seis marchas (AT6).

Atributos

O SUV compacto fabricado na planta da Jeep, em Goiana (PE), e queridinho dos consumidores, tem mesmo a fama de não ser lá tão econômico. Mas o consumo não foi o único objetivo do teste. Conhecer melhor o carro com todos os seus atributos estava nos planos.

A versão é a mais completa da gama equipada com motor que roda com gasolina e ou flex ou ambos os combustíveis misturados.  Rodamos durante 10 dias no modelo que esteve sempre em posição de destaque entre os carros mais vendidos do Brasil, quando não na ponta da tabela. Entre os SUVs, foi sempre uma referência e conquistou o gosto do consumidor.

A versão Limited 2020 testada é vendida por R$ 114 mil, mas com o teto solar, que deixa de ser opcional e passa a ser equipamento de série nessa mesma versão, chega a R$ 120 mil. É o mesmo valor da versão na linha 2021 que começa a chegar ao mercado em setembro.

Vendas

Entre os veículos fabricados pela FCA, o Jeep Renegade só perde em vendas para a imbatível Fiat Strada, mas está sempre dividindo posições na preferência do consumidores com seu irmão maior Jeep Compass.

Com a chegada a linha 2021 – nós avaliamos o modelo 2020 – ao mercado, prevista para o próximo mês, o Renegade Limited passa a contar com o teto solar panorâmico Command View de série, ganhando mais um forte aliado.

Quanto ao design, conforto e dirigibilidade, o modelo é só elogios. Não há quem não goste das linhas externas do Renegade e a a grade dianteira, marcadas pelas barras verticais, são sua maior referência em termos de design. O detalhe remete ao nome Jeep logo de imediato.

O interior não deixa nada a desejar em termos de conforto e, mesmo em se tratando de um SUV compacto, o espaço interno é bom. Só os passageiros que vão no banco traseiro não usufruem de tanto espaço para as pernas.

Comodidades na direção

Dirigir o Jeep Renegade é prazeroso. A direção elétrica é bem macia, o motorista acessa os todos controles facilmente e tem excelente visibilidade. A suspensão independente com barra estabilizadora McPherson na dianteira e traseira é outro ponto positivo do Renegade e contribuiu para uma condução agradável e segura.

O conjunto absorve bem as imperfeições do piso e o motorista e os passageiros não sentem desconforto, principalmente os que vão no banco traseiro. Os bancos são parcialmente em couro preto e bastante confortáveis.

Só não espere muito do porta-malas. São 320 litros – o modelo ganhou 47 litros a mais no bagageiro nas mudanças feitas no modelo no ano passado – e se o objetivo é fazer um passeio mais longo com a família é melhor enxugar a quantidade de malas. Não dá para fazer milagres. Avisa as esposas e filhas para levarem poucas roupas, se é que conseguirão.

Versões e preços das linhas 2020 e 2021 do Jeep Renegade

 Versão                                      Preço/2020            Preço/2021              

Jeep Renegade 1.8 Flex AT6  –            R$ 69.999                R$ 69.999              
Jeep Renegade STD 1.8 Flex AT6 –     R$ 77.490                R$ 79.990              
Jeep Renegade Sport 1.8 Flex AT6 –  R$ 91.590                 R$ 94.890              
Jeep Renegade Longitude 1.8 Flex AT6 – R$ 106.190       R$ 109.990            
Jeep Renegade Limited 1.8 Flex AT6 – R$ 113.990            R$ 119.990             Jeep Renegade Moab 2.0 Diesel AT9 –    —                           R$ 136.990           
Jeep Renegade Longitude 2.0 Diesel AT9 – R$ 141990      R$ 146.990            
Jeep Renegade Trailhawk 2.0 Diesel AT9 – R$ 152.990     R$ 158.290            

O Jeep Renegade passou por sua primeira reestilização no ano passado, pouco mais de três anos depois de chegar ao mercado brasileiro. Mudou muito pouco no visual externo.

Visualmente, o SUV queridinho dos brasileiros traz novo para-choque dianteiro em todas as versões flex. Destaque para melhoria no ângulo de entrada, saltando de 20° para 27°. Na versão Trailhawk é de 30°.

A inconfundível grade de sete barras ficou mais baixa, mas mesmo assim não perdeu sua cara de identificação do modelo. Os faróis ganharam assinatura em LED, acompanhado dos de neblina, e se tornaram de série nas versões Limited (flex) e Trailhawk (diesel).

Na traseira, a tampa traseira ganhou nova maçaneta, lanternas em LED e rodas, que variam de 16″ a 19″,  com novos desenhos.

Jeep Renegade 1.8 Flex: Versão Limited testada tinha teto solar e bancos de couro na cor preta

Por dentro, o Renegade ganhou a esperada central multimídia UConnect com tela de 8,4″ e os comandos do ar-condicionado inspirados no Compass. A versão testado tinha bancos de couro na cor preta, mas oferta também a cor marrom como opcional.

A conectividade foi reforçada pelo espelhamento de smartphones via Apple CarPlay ou Android Auto e comandos por voz. Nas proximidades da alavanca de câmbio, o espaço para objetos ficou um pouco maior.

O ar-condicionado ficou 20% mais eficiente em todas as versões, segundo informou a fabricante na época do lançamento.

Consumo

No quesito consumo, tivemos um cuidado maior. Nossa preocupação era de saber se realmente a fama de gastador do Renegade era mesmo verdade. Utilizamos o Jeep sem equipamentos profissionais de medição de consumo.

Nos colocamos apenas na condição de um consumidor comum para entender melhor sobre o consumo, mas também para sentir o desempenho do motor 1.8 Flex 16V que a versão Limited traz sob o capô (antes a versão tinha também a motorização turbodiesel).

Na cidade, com o taque abastecido com etanol, o Jeep Renegade Limited fez uma media de 7,0 km/l. Vale lembrar que circulamos em trânsito sem grande fluxo por conta do horário e com acelerações mais baixas. O que não estava nada agradável era a temperatura.

Clima quente

Em Goiânia, no período de avaliação com o SUV, o calor estava infernal e o clima bastante seco. Esse quadro climático interfere no consumo porque o ar-condicionado tem que ficar ligado e o motor acaba recebendo mais calor externo e trabalhando mais pesado.

Então fomos para a rodovia. Com o mesmo combustível e acelerando na faixa dos 80 e 100 km, o Renegade fez média de 9,3 km. Os números são bons, considerando tratar-se de etanol, combustível que apresenta uma queima maior, o que gera um consumo também maior.

Media de consumo

O rendimento do motor com esse combustível, contudo, é mais satisfatório. Tanto na cidade quanto na rodovia, o Renegade Limited apresentou excelente desempenho. Mostra agilidade no trânsito urbano e anda bem na estrada. Não aceleramos fortes, mas o motor tá sempre pronto para deslanchar.

No geral, a média de consumo obtida no teste não pode ser objeto de questionamentos, até pelo fato de não ser diferente dos veículos do mesmo segmento. Com gasolina, embora o motor perca um pouco de rendimento, os números melhoram consideravelmente.

A compensação vem na economia maior, podendo variar entre 25% e 30% de economia em relação ao etanol. Mas ai entra aquela tal continha feita na bomba para ver qual combustível está mais em conta entre valor e consumo por litro.

Conforme oficial medição para aferir os números de consumo, o Jeep Renegade 1.8 Flex faz 9,4 km/l (gasolina) / 6,4 km/l (etanol) na cidade e 11 km/l (gasolina) / 8 km/l (etanol) na rodovia.

O Jeep Renegade Limited é equipado apenas com motorização 1.8 16V Flex E.TorQ EVO. Ele rende 135 cv a gasolina e 139 cv com etanol, a 5.750 rpm, e 18,8/19,3 kgfm de torque a 3.750 rpm com gasolina e etanol, respectivamente.

O câmbio é o automático Aisin e com conversor de torque de seis marchas, com trocas de marchas suave.

Nas medições oficiais, o motor 1.8 vai de 0 a 100 km/h em 11,1 segundos. O Renegade mede 4.232 metros de comprimento, 1.805 metro de largura, 1.658 metro de altura e 2.570 metro de entre-eixos.

Equipamentos

A versão Limited Flex testada dispõe de teto solar panorâmico, ar-condicionado digital de duas zonas, direção elétrica, vidros elétricos one touch em todas as portas, sistema Start&Stop (desligamento automático do motor em pequenas paradas), volante revestido em couro multifuncional com ajuste de altura e profundidade, travas elétricas, retrovisores elétricos, repetidores de seta nos retrovisores elétricos e rebatíveis eletricamente, chave presencial com partida por botão, computador de bordo com tela colorida personalizável em TFT de 7 polegadas, sensor de pressão dos pneus e banco do motorista com ajuste de altura.

Na lista dos equipamentos estão ainda paddle shift, controle de cruzeiro (piloto automático), central multimídia UConnect touchscreen de 8,4 polegadas com Android Auto/Apple CarPlay, limitador de velocidade, faróis e lanternas traseiras em LED, DRL integrado aos faróis em LED, controle eletrônico de estabilidade e tração, sensor crepuscular, rodas de liga leve de 19 polegadas, controle do ar-condicionado, airbag frontal e lateral, freios ABS a disco nas 4 rodas, controle de estabilidade para trailer, sistema anti-capotamento e assistente de partida em rampa, entre outros.

Ficha Técnica – Jeep Renegade Limited 1.8 Flex

Motor: 1.8 E.torq EVO flex, 4 cilindros em linha
Cilindrada: 1747 cm³
Potências: 139 cv (E)  e 135 cv (G) e 5.750 rpm
Torques: 19,3/18,8 kgfm a 3.750 rpm (E/G)
Transmissão:  Automática com conversor de torque de seis marchas
Direção: Elétrica
Suspensão: Independente com barra estabilizadora McPherson na dianteira e traseira
Freios: Discos ventilados na dianteira e discos sólidos na traseira, ABS
Pneus/Rodas: 235/45 R19
Dimensões: Comprimento 4.232 mm; Largura 1.805 mm; Altura 1.658 mm; Entre-eixos 2.570 mm
Tanque: 60 L.
Porta-malas: 320 Litros
Peso ordem de marcha: 1448 kg

Comentários