DM Autos

Fiat Cronos Drive 1.3: Andamos na versão com câmbio manual

Impressões ao dirigir o sedã com virtudes mecânicas e no tamanho do porta-malas.

diario da manha

O Fiat Cronos Drive 1.3 Firefly é uma excelente receita da marca para o segmento. Bom, bem equipado e com um preço de R$ 56.000 que agrada. O Cronos é, em toda a sua linha, uma opção que atende bem as famílias em todos os quesitos não sendo diferente no tamanho do bagageiro.

O modelo oferece, além de conforto e um espaço interno digno de um sedã compacto, um porta-malas daqueles que você não tem do que se queixar. São bem servidos 525 litros, maior quatro litros do que o do concorrente Volkswagen Virtus MSI.

O Fiat Cronos testado pelo DMAutos foi a versão Drive 1.3 2020 manual de cinco marchas, com todos os opcionais que elevam o preço para R$ 63.000. A versão oferece também a opção com câmbio automatizado GSR. No curto contato inicial com esta versão, ficou claro que a manual é bem mais atraente.

O sedã da Fiat aposta num visual com linhas esportivas que atraem compradores que buscam uma opção mais barata, econômica e com perfil familiar, mas que tenha um toque esportivo.

Versão intermediária

O Fiat Cronos Drive 1.3 faz bem esse papel como segunda versão de entrada da linha. Não é exagero dizer que do ponto de vista mecânico o Drive oferece um conjunto melhor do que o E.torQ Evo 1.8. O conjunto mecânico formado pelo motor 1.3 de quatro cilindros e o câmbio manual de cinco marchas causa uma excelente impressão.

O Fiat Cronos nasceu para ser o sucessor do Grand Siena, que continua no mercado dando seus últimos suspiros. A Fiat apelou para um visual mais arrojado do Cronos para afastar um pouco o seu visual do seu irmão hatch, o Argo. O modelo ganhou um para-choque mais agressivo, que caiu bem no sedã.

O desenho dos faróis e as duas grades com elementos estilizados ajudam na construção de um visual mais moderno e bonito do Cronos, cuja carroceria tem linhas bem definidas e atraentes.

O destaque da traseira são as lanternas em formato triangular, com iluminação de LED, seguindo o padrão empregado na picape Toro. Se a intenção da Fiat era garantir mais refinamento ao modelo, como tem aplicado em toda a sua linha de veículos, a marca acertou a mão. O para-choque, com pequena grelha similar às dianteiras, cria harmonia em todo o conjunto, sem carregar demais no visual.

Interior espaçoso

O interior do Cronos Drive 1.3 não deixa nada a desejar. Os 2,52 metros de entre-eixos facilitaram mais espaço para motorista e passageiros. Os bancos em tecido são confortáveis e quadro de instrumentos é simples, mas de boa visualização.  A central multimídia com tela flutuante e sensível ao toque é bastante intuitiva, sendo compatível com Google Android Auto e Apple Car Play.

O volante multifuncional tem boa pegada e os comandos são bem posicionados, facilitando o acesso. O porta-copos é bem raso e pouco funcional. Os bancos têm conforto aceitável e o espaço geral é bom, apesar dos poucos 2,52 m de entre-eixos. Não é maior que o Argo. Atrás, conjunto completo de cintos e apoios.

O Fiat Cronos Drive, numa escala de 1 a 4 (número total de configurações de motor e câmbio), está na posição 1. Apresenta um conjunto bem equilibrado em termos de performance, economia e dirigibilidade. O motor GSE Firefly 1.3 tem funcionamento suave e respostas animadoras.

Fiat Cronos Drive: Motor 1.2 Firefly chama a atenção pela boa aceleração

O motor 1.3 Firefly de quatro cilindros chama atenção pela boa aceleração. Ele entre entrega 101 cavalos na gasolina e 109 cavalos no etanol. A diferença de potência exige o acréscimo de 250 rpm para alcançar o número máximo com etanol, chegando a 6.250 rpm.

O torque se apresenta forte logo no começo da aceleração. Motor com torque alto e baixas rotações são ágeis na cidade, bons de retomada e causam boa impressão. São 13,7 kgfm de torque na gasolina e 14,2 kgfm no etanol.

 A calibração do motor 1.3 Firefly é perfeita e traz associado o câmbio manual de cinco marchas, também com excelente calibragem e com trocas macias e bem escalonada. Por ser um carro leve, mesmo Com 1.139 kg, o Fiat Cronos Drive se mostra leve, razão pela qual o motor 1.3 não se esforça muito para se tornar rápido na cidade.

Consumo coim etanol

Rodamos com etanol no taque. O consumo apresentado foi de 9,6 km/l na cidade e 11,4 km/l na estrada. Nada ruim para um sedã, mesmo que de porta compacto.

Na rodovia, o motor 1.3 só pede arrego nas subidas, mas mesmo assim com quatro passageiros dentro do carro. Uma reduzida enche o motorzinho e fica tudo resolvido. Os ruídos internos são aceitáveis. Aliás, não criam qualquer desconforto e está dentro do padrão para o segmento.

A condução do Cronos é prazerosa e precisa. A plataforma mais rígida permite uma direção mais precisa, com boa dinâmica dinâmica. A direção elétrica é bem calibrada, leve em manobras e firme em velocidades mais altas. Os freios respondem de forma eficiente.

Destaque também para a suspensão, oferecendo conforto, boa estabilidade e excelente absorção das imperfeições dos pisos. Entre a versão manual testada e a automatizada, a opção pela primeira á a decisão mais acertada.

Itens de série

O Fiat Cronos 1.3 Drive manual traz de série com alarme, ar-condicionado, direção elétrica, vidros dianteiros com acionamento elétrico, travas elétricas, rodas de aço com calotas aro 15 polegadas, pneus 185/60 R15, volante com regulagem de altura e airbag duplo.

E ainda: freios com ABS e EDB, temporizador dos faróis, chave canivete, computador de bordo, retrovisores com ajustes internos, preparação para som, banco do motorista com regulagem de altura, cintos de 3 pontos, Isofix, apoios de cabeça para todos, rádio Connect com USB/Aux/Bluetooth, volante com comandos de mídia e telefonia, monitoramento de pressão dos pneus, entre outros.

A lista agrega ainda LED design, sensor de estacionamento, multimídia Uconnect Touch com tela de 7 polegadas, Google Android Auto e Apple Car Play, câmera de ré, reconhecimento de voz e USB para o banco traseiro. Como opcionais o Kit Convenience , por R$ 2.700, e o Kit Stile, que sai por R$ 2.990.

Os tão desejados controle de tração, controle de estabilidade, assistente de partida em rampa, controle de cruzeiro, Start&Stop, apoio de braço para motorista são itens da versão Drive GSR.

Fiat Cronos Drive 1.3 Manual – Informações do fabricante

Motor: 4 cilindros em linha 1.3, 8V
Cilindrada: 1332 cm³
Combustível: flex
Potência: 101 cv a 6.000 rpm (g) e 109 cv a 6.250 rpm (e)
Torque: 13,7 kgfm a 3.250 rpm (g) e 14,2 kgfm a 3.250 rpm (e)
Câmbio: automatizado, cinco marchas, embreagem simples
Direção: elétrica
Suspensões: MacPherson (d) e eixo de torção (t)
Freios: disco ventilado (d) e tambor (t)
Tração: dianteira
Dimensões: 4,364 m (c), 1,726 m (l), 1,508 m (a)
Entre-eixos: 2,521 m
Pneus: 185/60 R15
Porta-malas: 525 litros
Tanque: 48 litros
Peso: 1.139 kg
0-100 km/h: 12s3 (g) e 11s5 (e)
Velocidade máxima: 178 km/h (g) e 183 km/h (e)
Consumo cidade: 12,4 km/l (g) e 8,5 km/l (e)
Consumo estrada: 14,8 km/l (g) e 10,3 km/l (e)



Comentários