DM Autos

FCA se mobiliza para dar suporte no combate à Covid-19

Fabricante automotiva disponibiliza recursos e know-how de seus profissionais para o enfrentamento da pandemia.

diario da manha
Laboratório para manutenção dos ventiladores pulmonares instalado no Polo Fiat (Foto: Léo Lara)

A FCA (Fiat Chrysler Automóveis) está mobilizada para implementar um amplo e consistente programa de suporte às medidas em curso nos níveis federal, estadual e municipal para superar a grave crise decorrente da propagação da Covid-19 no Brasil. Para tanto, faz um esforço conjunto e integrado, reunindo recursos, estrutura industrial e a expertise de diversos profissionais.

Esse esforço está em sintonia com o compromisso global da FCA em ser uma cidadã corporativa presente e atuante junto às comunidades, especialmente em momentos delicados como este.

Produção de face shield no Polo Fiat (Foto: Léo Lara)

“Nosso programa está baseado em uma estratégia coordenada e multidisciplinar. Ele abrange desde doações às autoridades da saúde até o aproveitamento dos conhecimentos e habilidades de nossos profissionais em áreas como Engenharia, Manufatura, Design, Finanças, Compras, Logística e Direito.

Os profissionais da FCA vão atuar em diversas frentes no combate aos efeitos da pandemia no Brasil”, afirma Antonio Filosa, presidente da FCA para a América Latina.

Trabalho em sintonia com as esferas governamentais

Filosa reforça que a FCA está trabalhando em cooperação estreita e altamente positiva com todas as esferas governamentais. O objetivo, segundo o executivo, é priorizar a contribuição de forma efetiva nas áreas onde há maior necessidade. O momento, ressaltou Antônio Filosa, pede união de esforços, e a FCA faz questão de se fazer presente e atuante.

Antonio Filosa, presidente da FCA para a América Latina (Foto: Léo Lara)

A FCA LATAM constituiu um comitê executivo interno, liderado por seu presidente e com reuniões diárias, que discute todas as oportunidades de cooperação e apoio no combate à pandemia.

Esse comitê analisa aspectos operacionais, de comando e governança – sempre em sintonia com o poder público e autoridades responsáveis pelas ações a serem implementadas. Outras medidas de apoio para o Brasil e demais países da região estão em estudo pela FCA e serão divulgadas futuramente.

Engajamento de fornecedores e parceiros

Além do programa anunciado nesta semana, a FCA tem estimulado seus fornecedores e parceiros a se engajarem nesse esforço coletivo e darem suporte à ampliação da capacidade de atendimento médico-hospitalar nas diversas comunidades. A empresa estuda, ainda, formas de estimular seus funcionários a também participarem dessa empreitada.

Laboratório para manutenção de ventiladores pulmonares

O programa integrado da FCA para suporte no combate à Covid-19 no Brasil está baseado em três frentes principais de atuação:

I – Contribuições para a instalação de hospitais de campanha em Betim (MG) e Goiana (PE).

II –  Uso da expertise e recursos da companhia para a produção e oferta de itens hospitalares altamente estratégicos neste momento.

III –  Doações e comodato de recursos e materiais diversos para apoio à área da Saúde.

Juntamente às contribuições para a instalação de hospitais de campanha nas cidades onde a FCA possui plantas automotivas, destacam-se ainda a atuação multidisciplinar da empresa.

O objetivo é aumentar a oferta e a capacidade produtiva de ventiladores pulmonares no País. Além disso, prevê também a produção, em Betim, de máscaras protetoras faciais que serão doadas para profissionais da Saúde.

Face shield produzida pela FCA com o uso de impressoras 3D (Foto: Léo Lara)

As medidas em execução pela FCA são as seguintes:

I – Instalação de hospital de campanha equipado em Goiana (PE).

IICessão de área do Fiat Clube para hospital de campanha em Betim (MG).

IIISuporte ao aumento da capacidade produtiva de ventiladores no Brasil.

IVProdução de protetores faciais plásticos (face shields) em impressoras 3D para doação.

VDoação de equipamentos de proteção, higienização e esterilização.

VIVeículos disponibilizados às autoridades mineiras e pernambucanas.

VIIParticipação em fundo de doações para o Hospital Mater Dei Betim-Contagem.

A FCA está montando um hospital de campanha totalmente equipado para o atendimento de casos da Covid-19 no município de Goiana e região, na Zona da Mata Norte pernambucana.

UPAE Goiana: construído pela FCA para ser um hospital de campanha (Foto: Bruno Silveira)

O prédio, construído pela FCA para a instalação de uma Unidade Pernambucana de Atenção Especializada (UPAE), está em fase de adequação para abrigar 100 leitos.

Dentre os leitos em fase de preparação, três leitos em sala vermelha (para abrigar casos mais graves, que demandem estabilização até o deslocamento para uma UTI) e outros 97 em enfermaria. Além dos leitos, também estão em preparação dez consultórios e uma sala de triagem para o atendimento da população.

Espaços equipados

O prédio conta ainda com posto de enfermagem, sala de inalação, sala de administração, banheiros e vestiários, centro de material e esterilização e sala de espera. Todos os espaços serão entregues devidamente equipados e prontos para operação.

O cronograma prevê a conclusão das obras na segunda quinzena de abril. O centro médico equipado será entregue ao Governo do Estado de Pernambuco, que se encarregará de sua operação e manutenção. Após a superação da crise da Covid-19, o hospital continuará a serviço da população, sob operação do Governo, funcionando como uma UPAE.

Área do Fiat Clube

O Fiat Clube, área recreativa e esportiva da FCA situada em Betim, será parcialmente cedido à Prefeitura Municipal de Betim e ao Governo do Estado de Minas Gerais.

Fiat Clube Betim abrigará também um hospital de campanha (Foto: Studio Cerri)

A área se destina ao abrigo de um hospital de campanha para recepção, triagem e internação de pacientes da Covid-19. O espaço responderá por mais de um terço das vagas criadas no município para atender aos quadros resultantes da pandemia.

A área utilizada dentro do Fiat Clube, de aproximadamente 1.500 m², foi transformada em um centro médico com capacidade para 200 leitos instalados pela Prefeitura de Betim. Será a porta de entrada no sistema municipal de Saúde para os pacientes com suspeita de infecção pelo coronavírus.

No local serão feitos o diagnóstico, a triagem e a internação. Casos que exijam cuidados adicionais serão transferidos para outros centros médicos da cidade. As obras para adaptação do Fiat Clube começaram na última sexta-feira, dia 27, e o início de operação do hospital de campanha está previsto para esta semana.

Produção de ventiladores

A FCA está mobilizando recursos, profissionais e expertise para alavancar e acelerar a produção de ventiladores pulmonares no Brasil. O equipamento é decisivo para o tratamento dos casos mais graves da Covid-19, pois é utilizado para compensar a insuficiência respiratória dos pacientes.

Veículo doado pelo Samu, de Pernambuco

O Brasil conta com 65.235 ventiladores, sendo 17.837 na rede privada e 47.398 no Sistema Único de Saúde (SUS), de acordo com dados da LifesHub Analytics e da Associação Catarinense de Medicina (ACM).

O Governo Federal planeja adquirir mais 15 mil respiradores no curto prazo, mas a capacidade instalada para produção desses equipamentos no País, estimada em cerca de mil unidades por mês, não consegue atender à demanda emergencial em tempo hábil.

A FCA está dando suporte a fabricantes nacionais do equipamento para identificar suas necessidades frente ao desafio de aumentar rapidamente a produção. Os gargalos identificados estão sendo equacionados um a um, através de:

I – Atuação das áreas de Compras, Logística e Engenharia da FCA junto aos produtores desses equipamentos para localizar no mercado global fornecedores de peças e componentes com capacidade de entrega no curto prazo.

II – Identificação de parceiro estratégico internacional produtor de equipamentos para associação com empresa nacional, tendo como objetivos a transferência de tecnologia e a ampliação da capacidade instalada de produção no Brasil.

III – Identificação de fontes de financiamento para investimento de fabricante nacional, a fim de ampliar sua capacidade de produção.

IV – Participação em força-tarefa do SENAI para reparo de ventiladores inoperantes.

A FCA integra a força-tarefa criada pelo SENAI (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) e pelo Ministério da Economia, em parceria com dez grandes indústrias instaladas no País, para o reparo imediato de ventiladores pulmonares inoperantes no Brasil.

Veículo doado pela Servas, de Minas Gerais

Segundo os dados da LifesHub Analytics e da ACM, estão fora de operação no Brasil mais de 3,6 mil desses aparelhos, seja porque foram descartados ou têm necessidade de manutenção.

Técnicos treinados

Quinze técnicos da FCA e outros três da Comau (empresa de automação e serviços do grupo), divididos entre Minas Gerais e Pernambuco, receberam treinamento do SENAI e já estão aptos para atuar no conserto de equipamentos fora de serviço.

A prioridade desses profissionais será atuar nos esforços de reparo dos cerca de 275 aparelhos inoperantes localizados em Pernambuco e Paraíba e dos aproximadamente 335 existentes em Minas Gerais. Estima-se que cada respirador recuperado poderá atender até dez pessoas.

Além disso, o Polo Automotivo Fiat, em Betim, e o Polo Automotivo Jeep, em Goiana, serão pontos de recebimento e manutenção de ventiladores fora de operação, servindo como bases de mão-de-obra e recursos técnicos para os Estados de Minas Gerais, Pernambuco e Paraíba.

Equipamentos essenciais

Os respiradores mecânicos são essenciais no tratamento de doentes graves da Covid-19, pois o novo coronavírus provoca forte insuficiência respiratória nos pacientes.

O equipamento disponibiliza uma mistura de ar e oxigênio, ministrada em pressão adequada caso a caso e em ritmo determinado por sensores eletrônicos que captam a frequência respiratória do paciente.

Produção de protetores faciais

Também dentro do Polo Automotivo Fiat, a FCA está mobilizando know-how das áreas de Engenharia, Design e Manufatura para a produção em impressoras 3D de protetores faciais plásticos (face shields), amplamente utilizados pelos profissionais da saúde no atendimento a pacientes da Covid-19.

Salão social do Fiat Clube Betim: local abrigará um hospital de campanha

A FCA vai fabricar cerca de 2 mil peças, todas a serem destinadas para doação a serviços de Saúde de Minas Gerais e Pernambuco. As primeiras unidades foram produzidas na semana passada e serão doadas nos próximos dias.

As impressoras 3D usadas no projeto pertencem às mais diferentes áreas de inovação da FCA e foram reunidas no World Class Center (WCC), um espaço de inovação aberta para o desenvolvimento de soluções da Indústria 4.0. No WCC, desde quinta-feira passada (26), as impressoras trabalham a todo vapor, sob a supervisão de uma equipe técnica multidisciplinar.

A produção dos face shields pela FCA se tornou possível graças à atuação conjunta de grupos voluntários compostos por universidades, governos e empresas, que se mobilizaram para aumentar de forma emergencial a oferta desses protetores por impressoras 3D em todo o País.

Equipamentos de proteção, higienização e esterilização

A FCA, em parceria com os fornecedores Faurecia, Revestcoat e Prima Sole, empresas do Parque de Fornecedores localizado no perímetro do Polo Automotivo Jeep, em Goiana, doaram equipamentos de proteção individual para utilização pelos profissionais de saúde na linha de frente do combate à Covid-19 em Pernambuco.

 Foram entregues ao SAMU 615 macacões de segurança, 2,5 mil pares de luvas nitrílicas, 10 protetores faciais (face shields) e uma autoclave com capacidade de 54 litros para esterilização de materiais.

Doação de máscaras

Também em Pernambuco, a FCA vai doar 30 mil máscaras cirúrgicas descartáveis e 50 quilos de álcool em gel para a Secretária de Saúde do Estado, de modo a auxiliar os profissionais da área com materiais de alta demanda e importância neste momento.

Em Minas Gerais, a FCA doou 500 macacões e 2,5 mil pares de luvas para o Serviço Social Autônomo (Servas), que está coordenando a entrega de equipamentos de proteção individual aos profissionais de saúde do Estado.

Esses materiais seriam utilizados na linha de produção do Polo Automotivo Fiat, em Betim, mas foram prontamente redirecionados. Com a doação, a FCA recebeu do Servas o selo “Essa empresa apoia o enfrentamento ao Coronavírus.

A FCA está engajada dando suporte total no combate à disseminação da Covid19

Além da contribuição ao Servas, a FCA ainda doou 30 mil máscaras cirúrgicas descartáveis e 50 quilos de álcool em gel para a Secretária de Saúde do município de Belo Horizonte.

O material será utilizado de maneira imediata no suporte ao trabalho das equipes da Prefeitura que estão na linha de frente para o atendimento à população na capital mineira.

 Veículos disponibilizados

A FCA também disponibilizou, em regime de empréstimo por comodato, 125 veículos dos mais diversos modelos dentro do portfólio da companhia para os Governos Estaduais de Pernambuco e Minas Gerais e também para as Prefeituras de Belo Horizonte e Betim. Os veículos foram oferecidos para dar apoio às diversas ações do poder público no combate à epidemia de Covid-19.

 Fundo de doações

A FCA integra a parceria liderada pela Fiemg (Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais) junto a empresas mineiras e o Hospital Mater Dei para a disponibilização de quatro andares de internação na unidade Betim-Contagem.

No local será onde será montada uma estrutura para assistência a pacientes que contraíram a Covid-19. O espaço terá até 242 leitos, sendo 180 de tratamento intensivo e 62 de internação.

Nesse projeto, caberá à Rede Mater Dei oferecer a estrutura, incluindo o parque tecnológico de medicina diagnóstica com raio X, ultrassom, tomografia, ressonância magnética, entre outros exames, e fazer toda a gestão assistencial. Ao Governo de Minas Gerais caberá disponibilizar as equipes assistenciais e de apoio.

Os recursos financeiros para operacionalizar o atendimento virão de um fundo com doações de empresas instaladas em Minas Gerais.

Comentários