Cultura

Músicas inéditas são divulgadas de surpresa por System of a Down

As músicas falam sobre os conflitos armados entre o Azerbaijão e Armênia. Os ataques ocorrem desde setembro, por causa de uma disputa pelo território separatista Nagorno-Karabakh, situado no Azerbaijão

diario da manha
Foto: Reprodução/Instagram @systemofadown

A banda de metal armeno-americana System of a Down divulgou duas faixas inéditas nesta sexta-feira (6). O projeto não era esperado pelos fãs. Isso porque o grupo estava há quinze anos sem lançar novas canções. As informações são do G1.

De acordo com a matéria. as músicas falam sobre os conflitos armados entre o Azerbaijão e Armênia. Os ataques ocorrem desde setembro, por causa de uma disputa pelo território separatista Nagorno-Karabakh, situado no Azerbaijão.

Conforme a reportagem, o lançamento foi divulgado por meio de um comunicado emitido pelas redes oficiais da banda. As novas músicas são intituladas como: “Protect the Land” e “Genocidal Humanoidz”.

O post aponta o assunto abordado pelos singles: os ataques que ocorrem nas regiões. O grupo disponibilizou um link para download das produções. Além disso, a banda também pede doações para as vítimas dos atentados.

System of a Down chama a atenção para os conflitos armados na região do Azerbaijão

Conforme o G1, o grupo System of a Down explicou o conflito armado, que motivou a criação das músicas, por meio das redes sociais. “Em 27 de setembro, as forças combinadas do Azerbaijão e da Turquia (ao lado de terroristas do ISIS da Síria) atacaram a República de Nagorno-Karabakh, que nós como armênios chamamos de Artsakh”.

“Ao longo do último mês, civis jovens e velhos foram acordados dia e noite por visões assustadores e sons de ataques de foguetes, bombas caindo, mísseis, drones e ataques terroristas. Eles tiveram de transformar abrigos temporários em santuários, tentando evitar a queda de bombas fora da lei chovendo em suas ruas e casas, hospitais e lugares de adoração. E por quê?.”

“Porque mais de 30 anos atrás, em 1988, os armênios de Nagorno-Karabakh (que na época era uma Oblast Autônoma dentro da União Soviética), estavam cansados de serem tratados como cidadãos de segunda classe. Decidiram declarar sua merecida independência da República Soviética Socialista do Azerbaijão cujas bordas engoliam as suas.”

“Isso eventualmente levou a uma guerra de auto-determinação pelos armênios em Karabakh contra o Azerbaijão, que terminou com um cessar-fogo em 1994 com armênios retendo controle de suas terras natais ancestrais e mantendo a sua independência até o presente. Nosso povo vive ali por milênios, e para a maioria das famílias ali, é a única casa que eles e seus antecessores jamais conheceram. Eles só querem viver em paz como têm feito há séculos.”

Comentários