Cultura

Morre cartunista Quino, criador de Mafalda

Ontem (29), a personagem mais famosa do cartunista completou 56 anos

diario da manha
Quino, criador da personagem Mafalda

O cartunista argentino, que criou a personagem de histórias em quadrinho Mafalda, faleceu hoje aos 88 anos. Há dias atrás ele sofreu um acidente cardiovascular. Sua morte foi anunciada no Twitter, pelo editor Daniel Divinsky.

Daniel escreveu na rede social, “Quino morreu. Todas as pessoas boas do país e do mundo ficarão de luto por ele”, expressou o editor.

Nesta segunda-feira (29), a sua personagem mais famosa Mafalda, completou 56 anos. Joaquin Salvador Lavado, nasceu em 1932, em Mendoza, na Argentina.

Suas histórias em quadrinho foram as mais traduzidas da língua espanhola. Quino também criou histórias para jornais de vários países, com tom político, quase sempre criticando a desigualdade social.

Em seu primeiro emprego, Quino criou a personagem Mafalda para uma peça publicitária, mas ela foi rejeitada pelos jornais. No ano de 1964, dois anos depois da rejeição, Lavado retomou a personagem e em 29 de setembro do mesmo ano foi publicado a primeira tirinha de Mafalda.

O sucesso foi tão grande que tempos depois, livros dela foram publicados e traduzidos para mais de 30 idiomas. Em 1982, foi lançamento do filme, produzido na Argentina, em que a protagonista era Mafalda.

Manolito, Susanita, Guille, Filipe e Libertad, também foram personagens famosos do cartunista. Após nove anos produzindo tirinhas da sua principal criação, Quino decidiu que iria parar de desenhar a menina questionadora.

Joaquin disse em entrevista, no ano de 2014 que não iria mudar seu olhar crítico e ressaltou, “tem mais argumentos ainda. Se você ver os jornais, não precisa nem perguntar o porquê”, falou Quino.

Comentários