Cultura

Da guerrilha à comédia

As várias faces da atriz Angelines Fernández, a eterna Bruxa do 71

diario da manha

Nascida em Madri, na Espanha, há exatos 93 anos, a atriz Angelines Fernández faz parte do seleto grupo de 8 atores principais imortalizados pelo seriado Chaves, criado por Roberto Bolaños. Interpretando a Dona Clotilde, moradora do número 71 da famosa vila, foi – e ainda é – responsável por risos de crianças e adultos de várias gerações. Chamada de Bruxa pelas crianças da vila, a senhorita sexagenária dedicava seu tempo à confecção de bolos e frangos para Seu Madruga, por quem era apaixonada. Na juventude, Angelines lutou na Guerra Civil Espanhola, contra as forças do ditador Francisco Franco.

Guerra Civil

Em uma guerra que durou três anos (1936-1939) e matou meio milhão de pessoas, Francisco Franco saiu vencedor com o apoio das forças da Alemanha nazista e da Itália fascista, que consideravam a presença de Franco no poder da Espanha primordial para o alastramento das ideologias na Europa. A atriz Angelines Fernández foi descoberta pelos militares quando tinha apenas 25 anos. Ao perceber que sua vida corria perigo, decidiu cruzar o Oceano Atlântico e construir uma nova vida no México.

Paloma Fernández, filha da atriz, em uma entrevista concedida em 1999, explica um pouco da atuação de sua mãe como militante. “Ao trabalhar nas guerrilhas espanholas, minha mãe foi catalogada como antifraquista, por isso precisava deixar seu país natal, considerando a dificuldade de sua vida. Mudou-se para o México em 1947, mas nunca foi uma refugiada. Depois viveu em Havana, onde regularizou seus documentos, e voltou para trabalhar nos filmes de antinflas e Arturo de Córdova.”

Foi graças a essa decisão que o seriado Chaves possui a configuração que conhecemos tão bem, e que Angelines passou a ser uma das atrizes mais respeitadas do país. Sua beleza também chamava muito a atenção dos roteiristas e diretores de cinema. Em meados dos anos 40, ela também foi considerada uma das mais belas mulheres a viver no México. Sua carreira artística teve início nessa mesma década, em teatros, radioteatros e longa-metragens.

bruxa2

Carreira artística

Na época de ouro do cinema mexicano (período que vai de 1936 até 1959), trabalhou em filmes com ídolos nacionais da época como Cantinflas e Arturo de Córdova. Sua filmografia conta com cerca de 30 filmes, e na televisão mexicana participou de mais de 20 atrações. Em 1960 participou do filme O esqueleto da senhora Morales, um filme de humor satírico que teve direção Rogelio Gonzalez, e que é considerado por boa parte da crítica mexicana como um dos mais importantes filmes do país de todos os tempos.

Foi através de Ramón Valdés (Seu Madruga), seu amigo de longa data, conheceu Bolaños e foi convidada a interpretar seu personagem mais memorável, a Dona Clotilde. Ao lado de Roberto Gomes Bolaños, o eterno chaves, firmou uma parceria que durou mais de 20 anos, nos seriados Chaves, Chapolin e Chespirito. Só deixou de interpretar a Dona Clotilde em 1991, apenas 3 anos antes de morrer. Ela, Don Ramón e Edgar Vivar (Seu Barriga) sempre mantiveram a amizade com Bolaños, diferente de grande parte do elenco.

Em um dos episódios mais assustadores e marcantes da série, Quico, Chaves e Chiquinha tem uma alucinação com a casa da senhorita, onde ela aparece vestida de bruxa, a controlar um caldeirão fervente, acompanhada por seu famoso gato, que se chama Satanás. Dona Clotilde também já causou, indiretamente, muita confusão na mente das crianças, que acreditavam que ela tinha o poder de transformar as pessoas em sapos, ou o que ela quiser, através de seus feitiços.

Últimos anos

Angelines ficou muito abalada com a morte do amigo Ramón Valdés. Durante o funeral do ator, Angelines ficou em pé por mais de duas horas ao lado do caixão, recusando-se a sair dali. Sua filha comenta que a atriz nunca mais foi a mesma, e a depressão foi responsável pelo aumento considerado do consumo de tabaco. Angelines fumava cerca de dois maços por dia. Faleceu no dia 25 de março de 1994, por coincidência, aos 71 anos. Seu funeral foi acompanhado por uma multidão de admiradores de seu trabalho. A Bruxa do 71 e toda a turma do seriado Chaves seguem sendo um sucesso de audiência no Brasil, no México, e em vários outros países.

 

Elenco do seriado Chaves em gravação de um programa de Natal
Elenco do seriado Chaves em gravação de um programa de Natal

 

 

 

Comentários