Cultura

Apresentações gratuitas das peças "Olho" e "Gato Preto"

diario da manha
A Cia. Teatral Oops!.. inicia no final do mês de julho a temporada de apresentações do projeto Trilogia Poe – Parte 2, que foi contemplado pelo Prêmio Myriam Muniz de Teatro 2014 e com o apoio institucional da Lei Municipal de incentivo à Cultura da Prefeitura de Goiânia. A Trilogia Poe teve seu início no ano de 2010, com a montagem do espetáculo Olho, que é uma adaptação conto “Coração Delator”, iniciando assim uma pesquisa sobre a obra do contista norte-americano Edgar Allan Poe. O projeto faz faz parte também das comemorações dos 15 anos da Cia. Teatral Oops!.., que tem como um dos seus eixos principais de pesquisa e criação, a estética do contemporâneo, com ênfase nas temáticas de suspense e terror, algo raro nos palcos teatrais.  A segunda parte da “Trilogia Poe”e tem como proposta reunir elementos fundamentais da obra poeana, como a erudição, a loucura, a consciência de si mesmo e o horror, estando os três últimos presentes na personagem central de Gato Preto (adaptação do conto homônimo, a qual assombra seus convivas, humanos e não humanos, e é, ao mesmo tempo, assombrada pelas atormentações de sua mente perturbada e genial, em uma representação densa e egotista.
A temporada de apresentações gratuitas tem início no dia 29/07 (quarta) às 20h no Espaço Sonhus com o premiado espetáculo Olho, que tem direção de Ivan Lima e atuação de João Bosco Amaral.
Sinopse
 
Adaptação do Conto “Coração Delator” de Edgar Allan Poe, Olho é um espetáculo que busca manter a essência narrativa do conto, mantendo toda a atmosfera “noir”, “policial” e “terror” que o romântico Allan Poe propõe na maior parte de suas obras. Para isto, juntou-se ao texto inicial, trechos de algumas obras de autores como Artaud, Shakespeare e Bacon.
Iago dá seu depoimento, fazendo com que o interlocutor (neste caso os espectadores) assuma o papel de testemunhas da sua história. Para provar que está falando a verdade, ele conta os detalhes do crime que cometeu procurando exaltar sua serenidade e lucidez. Como se estivesse dando um depoimento, ele explica como e porque cometeu o crime. Iago diz que após ouvir insistentemente o som do coração batendo ficou desesperado, não encontrou outra saída senão se entregar aos policiais.
Já nos dias 30 e 31/07 (quinta e sexta) às 20h, no Espaço Sonhus, é a vez da segunda e recém estreada parte da trilogia entrar em cena, com a peça Gato Preto, que tem direção de João Bosco Amaral e atuação de Sol Silveira. As apresentações também serão gratuitas, e conta a história de uma mulher fiel e dedicada ao casamento, amante dos animais, que entra em decadência após misteriosos acontecimentos envolvendo seu gato Plutão.
Sinopse
Annabela é uma mulher de natureza extremamente sensível e delicada, esposa exemplar e especialmente afeiçoada aos animais. Contudo, torna-se uma pessoa irritável, sombria e apática, sem muita simpatia por animais ou pelo próprio marido, frente a um repentino horror desencadeado por sucessivos acontecimentos que a fazem crer que o seu gato, chamado Plutão, possui algo de sobrenatural, uma certa maldição do Gato Preto.
A narrativa compõe-se apenas de memórias, nas quais Annabela relembra as desventuras de sua destruição, em uma conturbada estória sobre a corrupção moral ao longo do tempo, que, aos poucos, consome a protagonista. Sem falar no misterioso Gato Preto, causador de um enigma intrigante, que põe em cheque a já abalada serenidade da personagem, levando à dúvida sobre se os acontecimentos narrados são verdades inexplicáveis ou apenas exageros de uma mente adoecida.

Serviço

Projeto Trilogia Poe – Parte 2
Espetáculo: Olho – dias 29/07 (quarta) – 20h
Espetáculo: Gato Preto – dias 30/07 E 31/07 (quinta e sexta) – 20h
Local: Espaço Sonhus (O espaço fica dentro do Colégio Lyceu, no centro de Goiânia, atrás do Banana Shopping)
 Entrada Franca (Ingressos Limitados por ordem de chegada)

 

Comentários