Cotidiano

Pecuária de Goiânia é adiada para Outubro

Em 2019, cerca de 400 mil pessoas passaram pela evento

diario da manha
Foto/reprodução - Pecuária de 2019

A pecuária de Goiânia é um dos eventos mais tradicionais aqui do estado de Goiás. Por conta da Covid-19 no estado, a festa teve que ser adiada para o mês outubro. A Exposição Agropecuária de Goiás, que acontece tradicionalmente no mês de maio, junto com os outros eventos, esse ano deve ocorrer sem shows e sem rodeios.

Divulgado nessa semana, o evento terá um adiamento, e está previsto para ocorrer entre os dias 1º e 10 de outubro de 2021. De acordo com a Sociedade Goiana de Pecuária e Agricultura (SGPA), shows e rodeios ainda são incertos. Mas á exposição de animais e maquinários, torneio leiteiro, palestras e leilões estão previstos para acontecer.

A SGPA informou que segue as diretrizes do estado, que determinou a suspensão de todos os eventos que pudessem gerar grande aglomeração de pessoas.

“Existe uma saudade das exposições de gado e de pequenos animais, leilões e torneios. Muitos tiram aquela blusa de frio e vão tomar seu ‘kentão’ ou sua bebida, comer um comida típica, ir com a família no final de semana e levar as crianças para conhecer. Há ainda uma geração enorme de empregos no parque e em torno dele”, ressaltou o diretor da sociedade, Raul Seabra Júnior sobre a importância do evento.

Segundo a Seabra, o evento deve ser realizado tomando todas as medidas de prevenção para evitar a disseminação do coronavírus, como medir a temperatura e totens de álcool gel pelo parque. “Seguimos as diretrizes do estado e acreditamos que até o mês de outubro a cobertura vacinal esteja avançada no estado, essa é nossa expectativa”, diz.

No ano passado, a festa foi cancelada. E estavam previstos shows com grandes nomes da música sertaneja, como Marília Mendonça, Jorge e Mateus, Maiara e Maraísa, Wesley Safadão e Henrique e Juliano. Ao total são mais de 400 mil pessoas que passam pelo evento que acontece no Parque de Exposições Agropecuária no Setor Nova Vila, na capital.

Leia Também

Comentários