Cotidiano

"Queda no PIB aponta que o Brasil precisa de vacinas e de reformas", diz Mabel

diario da manha
Sandro Mabel: fortalecimento da indústria goiana(FOTO:DIVULGAÇÃO)

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg), Sandro Mabel, afirmou nesta quarta-feira (3) que a queda de 4,1% do PIB em 2020, segundo números divulgados pelo IBGE, revelou o efeito perverso da pandemia da covid-19 na economia brasileira. Ele, porém, ressaltou que o crescimento de 3,2% registrado no último trimestre revela que o país segue uma trajetória de recuperação.

“Temos projeções que a economia pode seguir em trajetória de recuperação, mas não podemos ficar de braços cruzados”, observou o líder empresarial. Mabel aponta que o primeiro passo para a retomada do crescimento econômico é conseguir vacinas para a população e, sem perda tempo, aprovar no Congresso Nacional duas reformas essenciais ao país: a administrativa, para enxugar os gastos da máquina pública, e a tributária, para simplificar o sistema tributário e reduzir a carga de impostos para as empresas.

“Além das vacinas no curtíssimo prazo, precisamos implementar as reformas administrativa e tributária para destravar o setor produtivo e reduzir os gastos públicos. Sem isso, o país não conseguirá garantir o crescimento econômico em 2021 e nos próximos anos”, sublinhou.

Comentários