Cotidiano

Afipe tem queda de 80% nas doações

Padre Robson é desvinculado da imagem da associação

diario da manha
Associação Nova Afipe - Trindade

Segundo o levantamento feito pelo MPGO, a associação Afipe recebia em média R$ 20 milhões por mês em doações, proveniente das doações feitas por devotos. Com o escândalo envolvendo suposto desvio de dinheiro doado por fiéis, e as acusações judiciais envolvendo o padre Robson, que tinha ligação direta com a associação. A empresa começou a registra um queda 80% nas doações.

O Novo Santuário do Divino Pai Eterno, em Trindade (GO), que também foi citado como alvo do desvio de dinheiro do padre, se arrasta há mais de oito anos em construção. Para tentar desvincular o novo de Robson das associações, até o nome foi alterado. Agora, se chama, a Nova Afipe. A obra do novo santuário, está avaliada, hoje, em R$ 1,4 bilhão.

Após a Afipe se desligar do padre Robson, ela conseguiu conter a queda brutal das doações milionárias, a associação já arrecada algo em torno de 50% do que recebia antes. Depois de adotar uma nova medida e evita citar o padre, mesmo em postagens e notícias do site, a espera é que as coisas melhorem. A associação informou que procurou se recompor nos últimos cinco meses com dinheiro da reserva financeira e que esse dinheiro já está no fim.

Em nota. “A nova diretoria composta por representantes da Província Redentorista de Goiás e da Arquidiocese de Goiânia tem realizado, incansavelmente, a tarefa de encontrar soluções para os problemas financeiros da Associação, principalmente por meio da redução de custos e enxugamento das estruturas”,

Segundo a associação, são dois tipos de devotos: aqueles que “não abandonaram o barco no momento de maior turbulência” e os que estão aderindo por acreditar mais no Pai Eterno do que nas pessoas que servem no trabalho evangelizador. (entrevista ao metrópoles)

Imagem do Padre Robson era constante no site e redes sociais da Afipe

A presença da imagem e do nome de padre Robson no site e nas redes sociais e até mesmo a associação como um todo, era bastante vinculada a ele. O padre sempre fez questão de associar sua figura à associação, até porque, por ser famoso e líder de uma das maiores festas religiosas do país, a imagem dele era institucional. Atualmente o nome dele deixou de ser citado até em textos institucionais, pesquisas de busca e referências.

Em nota a associação explica que a desvinculação. “Além dos reitores, todos os outros missionários que com eles trabalharam de algum modo, têm o direito de terem seus nomes citados na história desse trabalho evangelizador”, como são muitos, de vários estados, a associação optou por não citar mais nomes particulares.

Padre Robson está afastado das atividades e proibido de se manifestar por decreto canônico. Ele aguarda a conclusão das investigação, respondendo pelos crimes de desvio de dinheiro,

Comentários