Cotidiano

Médico que acompanha Maguito em UTI pretende fazer novas avaliações pulmonares no paciente

Marcelo Rabahi, médico que acompanha Maguito avalia testar capacidade pulmonar. Ele percebeu uma melhora no quadro

Em terapêutica para Covid-19 em São Paulo, prefeito eleito de Goiânia, tem previsão de passar por novas avaliações no intuito de estimar a capacidade dos pulmões de expelirem o gás carbônico.

O médico especialista em pneumologia Marcelo Rabahi, que segue acompanhando o quadro de saúde do prefeito eleito de Goiânia, Maguito Vilela (MDB), declarou nesta segunda-feira (30), que o paciente pode passar por um teste para analisar se já consegue respirar sem ajuda de suportes.

Diagnósticado com o novo coronavírus, o político está há mais de um mês internado na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Albert Einstein, em São Paulo (SP).

Maguito permanece sedado desde o 1° turno das eleições, no entanto, segundo o filho dele e presidente estadual do MDB, Daniel Vilela, a sedação foi reduzida no domingo (29), quando, conforme afirmou, o prefeito derramou lágrimas ao ser comunicado da sua vitória nas eleições. Por causa do tipo de sedativo, Daniel cogitou que é possível que o pai já não se lembre de ter recebido a notícia.

Segundo o site G1, Maguito Vilela foi eleito prefeito de Goiânia com 52% dos votos válidos. Ele disputava com Vanderlan Cardoso (PSD).

Rabahi acompanha o quadro de saúde do prefeito desde o início da internação. Segundo ele, Maguito tem apresentado melhora progressiva nos últimos dias.

“Os exames de ontem foram muito bons. Estamos decidindo se faremos o teste de 12 horas sem a ECMO [aparelho ligado ao corpo que cumpre as funções do pulmão] hoje ou amanhã. Há uma semana ele precisa da máquina só para retirada do gás carbônico, ou seja, há dias que ele consegue inalar o oxigênio sem ajuda,” detalhou o pneumologista.

Conforme o médico, a inflamação nos pulmões de Maguito é o que o mantém internado. Ele completou que “há indícios de que o paciente está se recuperando” dessa condição.

Ainda de acordo com o especialista, Maguito está sedado, mas como é de rotina, tem alguns momentos de despertar, ainda inconsciente. Além disso, por causa da dificuldade para respirar, o paciente está passando por hemodiálise, a qual poderá ser interrompida assim que ele for liberado da ECMO.

“Ele está com hemodiálise contínua, mas não tem nenhuma lesão nos rins. À medida que se consegue equilibrar a acidez do sangue, pode se tirar a ECMO e a diálise também”, destacou.

Comentários