Cotidiano

Governo argentino decreta três dias de luto pela morte de Maradona

diario da manha

O ex-jogador Diego Maradona morreu na manhã desta quarta-feira (25) em Buenos Aires. Portanto, o presidente argentino Alberton Fernández decretou três dias de luto no país.

“Você nos levou ao mais alto do mundo. Você nos fez imensamente felizes. Você foi o maior de todos. Obrigada por ter existido, Diego. Vamos sentir sua falta o resto da vida”, publicou Fernández em seu Twitter.

“Diego vai ser um desses personagens que jamais morrem. Foi um homem imenso. Um argentino imenso. O que podemos recriminar nele? Nos encheu de glória e alegria”, continuou em um programa de TV.

Leia também: “Me perdoe por insistir que fique aqui”, diz Zezé di Camargo em homenagem ao pai

Aos 60 anos, Maradona sofreu uma parada cardiorrespiratória em sua residência. O ídolo do futebol chegou a passar por uma cirurgia no cérebro no início do mês.

Comentários