Cotidiano

Roubo de veículos cai 75% em Goiás

Números de janeiro a setembro de 2020 apresentam redução na comparação com igual período de 2018

Em meio a crescente queda nos indicadores criminais no Estado, destaca-se a redução considerável no número de roubo de veículos. Os dados do Observatório de Segurança Pública, da Secretaria de Segurança Pública de Goiás, revelaram uma redução de 75,70% nos registros desta natureza, entre janeiro e setembro de 2020, em comparação com os nove primeiros meses de 2018, cenário encontrado no início do governo de Ronaldo Caiado. Nesse mesmo período, o roubo de cargas também apresentou diminuição de 75,98%.

O combate as quadrilhas e grupos organizados que atuam nessas modalidades criminosas tem sido intenso e uma das principais prioridades do Governo de Goiás. Os números em queda refletem o trabalho desempenhado pelas forças de segurança.

Para o secretário de Segurança Pública, Rodney Miranda, a integração entre as forças, associada a um maior trabalho de inteligência, contribuiu para o saldo positivo. “O trabalho de repressão qualificada que foi feito, identificando quais são os reais comandantes desses crimes e ir em cima deles, tem auxiliado nesses resultados”, ressaltou.

Segundo Rodney Miranda, o trabalho de excelência desempenhado pelas corporações tem refletido não só para a redução dos índices, mas principalmente para a percepção e sensação de segurança que a população de Goiás hoje tem sentido. “Segundo o relato daqueles que já estão há mais tempo em atividade aqui no Estado, é uma sensação de segurança inédita em Goiás. Então, já estamos colhendo frutos importantíssimos”, destacou o secretário.

Outro ponto positivo é a mudança no preço do seguro de veículos e de cargas, que registrou queda significativa no Estado. “É o menor, em relação a todos os outros Estados do Brasil”, comemorou o governador Ronaldo Caiado, que voltou a garantir que isso faz parte da promessa de devolver Goiás aos goianos. “No meu governo não se passa a mão na cabeça de bandido, tenha a estatura que tiver”, reforçou.

A queda nesses números é vista como uma mudança drástica no cenário da segurança pública goiana pela Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores (DERFRVA). Para o titular da especializada, delegado Paulo Ludovico, o que houve foi uma verdadeira “revolução”. “Saímos de 30 a 40 roubos de veículos por dia para atingirmos, hoje, patamares inimagináveis. Tal resultado é fruto de três pilares básicos: planejamento, combate à macrocriminalidade e continuidade nas investigações”, afirmou.

Entre as operações de grande repercussão, está a Sétimo Selo, deflagrada em abril de 2019. Por meio da ação, a polícia desarticulou uma associação criminosa responsável pela receptação de veículos roubados/furtados, adulteração de sinais identificadores de veículos automotores e financiamento para o tráfico de drogas.

A operação proporcionou, ainda, o bloqueio de R$ 17 milhões do grupo criminoso, a prisão de 13 pessoas e a apreensão 30 veículos de luxo.

Outra ação de destaque foi a Derrocada, da DERFRVA, que desmantelou uma organização criminosa responsável pela prática de diversas infrações penais, como tráfico de drogas, roubo e receptação de veículos, adulteração de sinais identificadores de veículo automotor e homicídios. Os suspeitos atuavam ainda na venda de peças roubadas em lojas da Vila Canaã, na capital. Ao todo, 11 pessoas foram presas.

Comentários