Cotidiano

Justiça proíbe abertura de 60 escolas, mas outras 6 são autorizadas à reabrir

O desembargador Walter Carlos Lemes suspendeu as decisões por considerar um risco as aulas retornarem no atual cenário em que vivemos.

diario da manha

A justiça suspendeu três liminares que autorizavam mais de 60 escolas particulares retornarem com aulas presenciais. O desembargador Walter Carlos Lemes suspendeu as decisões por considerar um risco as aulas retornarem no atual cenário em que vivemos, e para evitar que isso se torne um possível propagador do coronavírus. 

Em contra partida da decisão, no mesmo dia outra liminar que autoriza 6 instituições a reabrir foi aprovada pela juíza Jussara Cristina Oliveira Souza, ela justifica a decisão afirmando que outras atividades já foram autorizadas a voltarem a funcionar, e também, mães e pais que precisam trabalhar e não tem com quem deixar seus filhos.

A rede estadual e municipal de todo estado não tem previsão de retorno às aulas, a rede de ensino superior também continuam com aulas suspensas presencialmente, as aulas remotas foram adotadas em todo o estado, vale ressaltar que o regime de aulas não presenciais (REANP) não deve ser confundida com as aulas em EAD. O REANP as aulas devem ser transmitidas ao vivo  e no horário de aula dos alunos – ou deveria – dessa forma não terá prejuízos ao ano letivo dos alunos das instituições. A rede de ensino municipal também oferece aulas remotas porém essas aulas não fazem parte do ano letivo.

Comentários