Cotidiano

Caiado convida Wilder para vice de Vanderlan: os dois juntos já tiveram 2,5 milhões de votos

Ex-senador Wilder Morais deve aceitar disputar vice ao lado de Vanderlan Cardoso. Anuncio será nesta quarta-feira

diario da manha

O governador Ronaldo Caiado (DEM) teria convidado o ex-secretário Wilder Morais (PSC) para compor a chapa com o senador Vanderlan Cardoso (PSD) na disputa do Paço Municipal.  O convite ocorreu após o gestor se reunir com Vanderlan, Vilmar Rocha (presidente do PSD) e demais lideranças do DEM de Goiânia. Em uma primeira triagem, segundo um dos participantes da reunião, três nomes foram cogitados para disputar a Prefeitura de Goiânia: Sandes Júnior (PP), deputado estadual Rafael Gouveia (PP) e Wilder Morais.

Em encontro com vereadores que apoiam a base do governador Ronaldo Caiado, o nome de Wilder despontou, já que tem se notabilizado com ações em diversas frentes. Os vereadores indicaram Wilder como “cartada decisiva”.

Empresário de sucesso na construção civil, Wilder é ex-senador com um mandato considerado exitoso dentre 2012-2018 (levantamento da imprensa o aponta como o que mais trouxe recursos para o Estado e único a realmente emplacar leis em códigos e normas de interesse público) e um dos políticos que mais vem tentando se aproximar das pautas da Capital.

Wilder foi o terceiro colocado nas eleições para o Senado, em 2018, deixando para trás nomes como Lúcia Vânia e Marconi Perillo.

Todavia, o ex-senador realizou na segunda-feira, 14, a convenção do PSC e reafirmou interesse em disputar as eleições com a Nega da Moda (Avante) como sua vice. O convite do governador, a quem é aliado e fiel desde sua primeira passagem pelo DEM, pode ter feito o ex-senador mudar de ideia.

A vereadora Léia Klebia, presidente do PSC municipal, disse que uma reunião entre Vanderlan e Wilder poderia fechar o acordo, já que o partido tem interesse em apresentar para Vanderlan as propostas que firmou com a sociedade.   

Com a reviravolta, a chapa formada por Vanderlan e Wilder passa a ser a mais forte em volume de votos a disputar uma eleição municipal em Goiás, já que reúne um ex-senador e um senador.  Juntos, os dois tiveram 2,5 milhões de votos  – Vanderlan (1.729.637) e Wilder Morais (796.387).  

EVANGÉLICOS

Wilder e Vanderlan integram grupos políticos religiosos conexos. Enquanto Vanderlan milita na Assembleia de Deus – Vila Boa, com uma trajetória já consolidada dentro da igreja, Wilder teve sua candidatura aceita pelo partido que é a base política da Assembleia de Deus Campo Campinas – das quatro principais Assembleias, a mais forte do Estado e com grande inserção em Goiânia.  

Se confirmados, os dois formam um grupo antagonista para enfrentar Maguito Vilela (MDB), que terá um nome da Igreja Universal como vice.  Na proporção, a Assembleia tem dez vezes mais fieis do que a igreja neopentecostal. Vanderlan deve na anunciar nesta quarta-feira, 15, o nome de seu parceiro de disputa.   

Comentários