Cotidiano

‘Vidas Negras Importam’: manifestação toma conta dos trends do Twitter

diario da manha
Foto: Reprodução G1

31/05 está marcado por manifestações no Rio de Janeiro. Depois de atos pró e contra o presidente da República, Jair Bolsonaro, em Copacabana que terminaram com a Polícia Militar (PM) utilizando spray de pimenta e bombas de gás para dispersar os militantes, agora é a vez do protesto denominado ”Vidas Negras Importam”, que aconteceu nesta tarde em frente ao Palácio Guanabara , sede do Governo do Estado do Rio de Janeiro, em Laranjeiras, também na Zona Sul. Devido à pandemia do Coronavírus, os ativistas usam máscaras e outros equipamentos de proteção individual.

A manifestação pede o fim de operações violentas em favelas e utiliza como símbolo uma foto do menino João Pedro, morto no último dia 18/05 em sua casa, no Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do RJ. Ele tinha 14 anos.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil. Familiares afirmam que o menino foi morto por policiais. Na última sexta-feira (29/05), o laudo da morte de João Pedro apontou que ele foi assassinado com um tiro pelas costas.

O lema da manifestação no Brasil (”Vidas Negras Importam”) é o mesmo de uma série de protestos que estão acontecendo desde a última segunda-feira (25/05) nos Estados Unidos, após um homem negro ter sido morto durante uma abordagem policial que acabou sendo filmada e divulgada nas redes sociais.

Comentários