Cotidiano

Cidadania Brasil, estímulo ao hábito da honestidade

A ideia de selo-service de picolés, onde as pessoas podem pegar o produto e depositar o pagamento sem vigilância, estimula a honestidade principalmente em crianças e adolescentes.

diario da manha

Ao jornal Diário da Manhã o empresário Wagner Chalub, narrou a importância do Projeto Cidadania Brasil. Nos anos 1980 na UNB (Universidade de Brasília) o curso de Marketing desenhou o projeto, que caiu no esquecimento ate ser redescoberto e colocado em prática pelo empresário.

Produtos ofertados e contato da empresa para os interessados em aderirem sem custos ao projeto.

Se apontado uma taxa de esquecimento elevada a equipe do projeto busca através de atividades pedagógicas e culturais incentivar o hábito da responsabilidade e da ética na comunidade.

A ideia de self-service de picolés, onde as pessoas podem pegar o produto e depositar o pagamento sem vigilância, estimula a honestidade principalmente em crianças e adolescentes. Os freezer são colocados nas áreas comuns de empresas, repartições públicas e condomínios, que podem aderir ao projeto sem custo e sem responsabilidade pela mercadoria.

Os produtos que são naturais sem lactose, livres de aromatizantes, e gordura trans são de excelente qualidade. O valor é de 2 reais que são depositados no próprio estande. Ao final das semanas e conferido o montante dos valores e a quantidade do produto. Com o intuito de avaliar a taxa de esquecimento do local.

O criador do Projeto Cidadania Brasil esteve no Jornal Diário da Manhã divulgando a iniciativa.

Comentários