Cotidiano

Contratação de Matheus Ribeiro agita jornalistas da Record TV

Os profissionais da Record se apresentaram contrariados com a demissão de Luiz Carlos Braga, que estava há 12 anos na emissora

diario da manha

Após deixar a Rede Globo de forma agitada, o jornalista Matheus Ribeiro também não foi bem recebido na Record TV, a mais recente emissora.

Segundo o site Notícias da TV, na última segunda-feira (27) os atuais colegas de trabalho do jornalista fizeram uma carta se manifestando contrariados com a demissão de Luiz Carlos Braga, que estava há 12 anos na emissora.

Os profissionais da Record alegaram que o canal perde “ao trocar o certo pelo duvidoso”. Além disso, eles afirmaram que a única ‘relevância curricular’ de Matheus Ribeiro seria a orientação sexual, ao lembrar que ele assumiu ser homossexual antes de apresentar no Jornal Nacional pela primeira vez.

Os jornalistas da Record TV declararam que não teriam nada contra. Porém, Matheus, porém, escreveram que Braga nunca precisou de crédito da mídia para ter destaque e nem a orientação sexual para benefício próprio.

Ainda segundo o veículo, a Record informou que o material não chegou às mãos dos diretores da afiliada de Brasília. Matheus Ribeiro não se manifestou por não ter conhecimento do caso.

Carta aberta para a diretoria da Record‬ TV

‪Nós, da Redação da Record Brasília, viemos por meio desta carta manifestar irrestrito apoio ao jornalista Luiz Carlos Braga, arbitrariamente desligado da emissora por ordens superiores.

A diretoria desta casa optou por escantear uma carreira de três décadas e ilibada reputação. Além de incontáveis prêmios, em prol de uma contratação cuja única relevância curricular é a sua orientação sexual.‬


Antes de ser desligado, Braga havia sido convidado para o posto de analista do Jornal da Record. E, sem nenhum motivo justificável, o convite virou uma demissão unilateral. O motivo? Suposta redução de custos. Algo que, claramente, não condiz com a realidade, tendo em vista as mudanças que se avizinham.‬ 

‪Essa Redação, em grande parte, teve o privilégio de conviver com Luiz Carlos Braga por doze maravilhosos anos. Perde a emissora, ao trocar o o certo pelo duvidoso, e perdemos nós. Perdemos o convívio de alguém respeitoso, atencioso, leal e de caráter e reputação ilibadas. Braga nunca precisou de atenção midiática para ter relevância e nunca usou de sua orientação sexual para benefício próprio.‬

Nada temos contra o novo apresentador do DF Record. Porém temos, e muito, a reclamar da maneira inadequada da qual um dos profissionais mais prestigiados da história do telejornalismo do Distrito Federal.”

*Com informações do UOL

Comentários