Cotidiano

Dupla Henrique e Juliano vai pagar R$ 300 mil a família de funcionário que morreu no palco

Funcionário morreu em fevereiro do ano passado após sofrer descarga elétrica e cair de uma altura de 6 metros

diario da manha

A dupla Henrique e Juliano vai pagar uma indenização de R$ 300 mil a família de um funcionário que morreu eletrocutado ao fazer reparos no palco onde a dupla iria se apresentar. Além da indenização que foi firmada em acordo com a família do funcionário, os pais da vítima, Carlos Barbosa de Souza, irão receber cada um uma pensão no valor de um salário mínimo enquanto estiverem vivos.

Em entrevista ao portal de notícias G1 o advogado da dupla e da WorkShow Produções, Maurício Vieira de Carvalho, afirmou que o resultado foi o esperado pela defesa e que saiu satisfeito com o resultado da audiência.

Por outro lado, a advogada da família, Paula Ramos de Saints, afirmou que o valor acordado não foi o que a família esperava, mas que decidiu aceitar para evitar o desgaste, devido aos país do rapaz serem idosos e terem se deslocado cerca de 800 quilômetros para participar da audiência.

O acordo foi fechado na última terça-feira (11) em audiência na 1ª Vara do Trabalho de Goiânia e teve como presidente o juiz Édison Vaccari, que não se pronunciou sobre o processo. Estiveram presentes no local para acompanhar a audiência os irmãos da vítima e mais três advogados.

A dupla Henrique e Juliano não esteve na audiência e foram representados pelo advogado e outros dois funcionários. De acordo com a publicação Carlos morreu em fevereiro do ano passado, após receber uma descarga elétrica e cair de uma altura de seis metros para fazer reparos no palco em que a dupla iria se apresentar em Uberaba, Minas Gerais.

O rapaz chegou a ser socorrido pelos bombeiros e Serviço de Atendimento Móvel de Urgências (Samu), mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

*Com informações do G1

Comentários

Mais de Cotidiano