Cotidiano

Projetos do Procon Goiás receberão R$ 730 mil por projetos selecionados

Propostas visam fortalecer ações de educação do consumidor e melhorar atendimento do órgão

Dois projetos elaborados pelo Procon Goiás foram selecionados, em nível nacional, para serem contemplados com recursos do Ministério da Justiça e do Fundo de Direitos Difusos, totalizando R$ 730.252,89, considerando a contrapartida do Estado de Goiás.

Os projetos apresentados pelo órgão concorreram com diversas instituições que atuam na área de proteção dos direitos dos consumidores.

Um dos projetos selecionados (R$ 536.916,56) tem o objetivo de fortalecer as ações educativas da Escola Estadual de Defesa do Consumidor (EEDC), por meio da aquisição de material educativo sobre direitos e deveres no que tange à legislação consumerista.

Além da distribuição de exemplares do Código de Defesa do Consumidor (CDC) e de cartilhas, serão realizadas palestras e eventos em escolas públicas, faculdades e empresas. As ações abrangerão os 246 municípios goianos.

De acordo com o superintendente do Procon Goiás, Wellington de Bessa, a ideia é aumentar o conhecimento da população sobre as práticas para o consumo consciente.

“A execução deste projeto também nos permitirá promover noções de cidadania em comunidades que se situam em locais de difícil acesso e que carecem de maior atenção do Poder Público, como é o caso das comunidades quilombolas. A iniciativa vai ao encontro das ações executadas pelo Governo de Goiás, por meio do Gabinete de Políticas Sociais, coordenado pela primeira-dama Gracinha Caiado”, afirma o superintendente.

Pretende-se com as ações propostas minimizar muitas questões ligadas à educação da população, como a falta de informação sobre os direitos básicos dos consumidores, o desconhecimento dos fornecedores sobre os deveres elencados no CDC que ocasiona um elevado índice de infrações e a inacessibilidade dos consumidores a informações de serviços prestados pelos órgãos de proteção e defesa do consumidor.

O outro projeto, avaliado em R$ 193.333,33, visa implementar o sistema de atendimento aos consumidores goianos via chatbot disponibilizado no site do Procon Goiás e pelo whats app do consumidor.

A intenção é melhorar e agilizar o atendimento prestado à população goiana, proporcionando maior comodidade aos consumidores que não precisarão se deslocar até a sede do órgão para sanar dúvidas, por exemplo.

O chatbot é um atendente virtual que fará o contato inicial com o consumidor assim que ele acessar o site do Procon Goiás. Com base nas dúvidas mais freqüentes, o programa de computador fornecerá as orientações e informações. O uso da ferramenta ampliará o acesso do consumidor às informações sobre direitos, deveres e reclamações.

Estatísticas do Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec) apontaram recorde histórico de atendimentos realizados pelo Procon Goiás em 2019, quando mais de 177 mil consumidores buscaram os serviços do órgão (presencialmente, por telefone ou pela internet). Os números também demonstraram uma maior procura pelos canais Disque-Denúncia (151) e Procon Web (proconweb.ssp.go.gov.br).

Os atendimentos via Disque-Denúncia totalizaram 72.719 registros em 2019). Em relação a 2018, foram recebidas 6.766 denúncias a mais. Por meio do Procon Web, foram contabilizados 28.578 atendimentos – recorde desde 2014, quando a plataforma foi lançada).

Comentários

Mais de Cotidiano