Cotidiano

Cremego fecha hospital de Iporá por más condições de atendimento

diario da manha

Uma fake news que circula em Iporá e região afirna que o fechamento do Hospital Municipal Adão Pereira da Silva, de Iporá, decretado nesta quarta-feira, 11, ocorreu após pedido do governador Ronaldo Caiado (DEM).
A informação é inverídica, conforme desmentido do Conselho Regional de Medicina (Cremego) no ofício n. 15435.
O secretário de saúde Denis Fernandes, subordinado ao gestor do município, Naçoitan Araújo Leite, foi notificados pelo Cremego por conta da interdição ética do hospital.
As deficiências apontadas, diz relatório do Cremego, se originaram na administração municipal. Novas internações estão suspensas até que a Prefeitura de Iporá cumpra as determinações da autarquia federal.
A interdição ética ocorre após uma equipe técnica de especialistas constatar que o hospital não tem condições minimas de funcionamento colocando em risco a população.
Procurada, a secretaria de saúde não retornou com sua versão para a suspensão da unidade de saúde.

Comentários

Mais de Cotidiano