Cotidiano

Trio é preso suspeito de matar padre estrangulado em Brasília

Crime ocorreu após a missa celebrada pelo padre na noite do último sábado (21)

diario da manha
Foto: Reprodução

Quatro suspeitos de matar o padre polonês Kazemierz Wojn, de 71 anos, no último sábado (21/9) foram identificados pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF). O padre foi morto estrangulado com um arame farpado durante um assalto na Paróquia Nossa Senhora da Saúde, na Asa Norte, em Brasília.

Conforme a publicação de um jornal local, após a identificação dos suspeitos do latrocínio (roubo seguido de morte), três deles foram presos na noite da última quarta-feira (25) e um adolescente que participou do crime é procurado pela polícia.

O delegado do caso Laércio Rossetto da 2ª Delegacia de Polícia, afirmou que o grupo comemorou o crime com bebida e ostentação. De acordo com os investigadores também foi identificado quem efetivamente matou o padre. Conforme levando pela polícia, Alessandro de Anchieta Silva, de 19 anos, foi o responsável por enrolar o arame farpado no pescoço do padre e estrangular o líder religioso.

Foto: Reprodução

Padre foi morto estrangulado após jovem ficar irritado por líder religioso afirma que eles “não precisavam fazer isso”

Conforme a publicação, o jovem ficou irritado com os pedidos do padre, que dizia que eles “não precisavam fazer isso”. Foram presos pelo crime Daniel Souza da Curz, de 29 anos, Antônio Willyan Almeida Santos, de 32 e Alessandro Anchieta Silva, de 19.

Um adolescente que participou do crime junto com o trio foi identificado, não teve o nome revelado, é o único que ainda não foi apreendido pela equipe policial.

Conforme as investigações da polícia, Antônio Willyan chamou os outros dois suspeitos para participar do crime e havia planejado o assalto. De acordo com a publicação, a escolha do sábado para o assalto, foi devido a ser um dia mais tranquilo na paróquia. O delegado do caso afirmou que os suspeitos pretendiam entrar na casa do padre às 17h, durante a missa, para não serem surpreendidos, porém eles encontraram dificuldades para abir a porta.

Segundo os investigadores por volta das 19h, os suspeitos renderam o caseiro da casa, e pouco tempo depois o líder religioso foi pego pelo grupo e teve mãos e pés amarrados. O Padre foi encontrado horas mais tarde morto e além de ter pés e mãos amarrados, tinha um arame farpado enrolado no seu pescoço.

*Com informações do G1

Comentários