Cotidiano

Mulheres são suspeitas de furtar bolsa de idosa que havia acabado de sacar aposentadoria, em Goianésia

diario da manha
Foto: Reprodução/TV Anhanguera

A Polícia Civil investiga a ação de três mulheres, ainda não identificadas, suspeitas de furtar uma idosa, de 69 anos, que tinha acabado de sacar a aposentadoria em uma agência bancária, localizada no Centro de Goianésia. Segundo a corporação, o caso ocorreu na última quarta-feira (05/12) e a ação foi registrada por câmeras de segurança da região.

Nas imagens, o trio se aproxima da vítima, que empurrava uma bicicleta na calçada. Logo em seguida, as mulheres distraem a idosa e levam a bolsa dela com dinheiro e cartões. A polícia informou que o prejuízo estimado é de R$ 15 mil.

O delegado responsável pelo caso, Antônio Maia, informou que para cometer o crime, as suspeitas começaram a conversar com a vítima para que ela se distraísse e a bolsa, que estava dentro do cesto da bicicleta, pudesse ser furtada.

“Algo caiu no chão e a idosa se abaixou, pegou e devolveu para as mulheres. Elas então agradeceram e começaram a conversar com a idosa. Em dado momento, sem que ela percebesse, acabaram levando a bolsa e fugiram”, disse o investigador em entrevista ao G1/Goiás.

Após o crime, a vítima procurou a polícia e reconheceu as mulheres pelas imagens. Maia informou ainda, que rastreou os cartões de crédito da aposentada e descobriu gastos em Jaraguá e Brasília. Além de um empréstimo bancário contratado pelas criminosas.

O delegado explica que as golpistas conseguiram a liberação do serviço, pois a idosa carregava os cartões, com as senhas dentro da bolsa. Além disso, a vítima contou que o crime aconteceu poucos minutos depois que ela sacou a aposentadoria no valor de um salário mínimo e que o dinheiro também estava na bolsa.

A suspeita é de que as mulheres já atuam no crime há algum tempo, uma vez que a forma de agirem se assemelha com ações criminosas especializadas, pontua Maia.

Comentários