Cotidiano

Rotam desarticula grupo especializado em roubos a bancos e cargas em Goiânia

diario da manha
Foto:Divulgação/Rotam

Quatro suspeitos de integrarem uma organização criminosa especializada em roubos a bancos e cargas foram presos por equipes das Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam) nesta segunda-feira, 17. Segundo a Polícia Militar (PM), duas das detenções ocorreram durante patrulhamento no Anel Viário de Goiânia e em seguida, no Conjunto Vera Cruz, na capital e em Abadia de Goiás, na Região Metropolitana.

Na casa de um dos investigados, os policiais encontraram duas pistolas calibre 9 milímetros que estavam sob a guarda de um comparsa, que está foragido. Ainda durante a ação, as equipes encontraram outro local usado para o armazenamento de um vasto arsenal de armas pesadas. No imóvel, foram apreendidas uma pistola calibre 45, uma metralhadora calibre 45, um fuzil calibre 556, 35 munições de calibre 45, dez munições calibre 12, 200 munições calibre 556 e 321 munições calibre 9 milímetros.

Além disso, foram localizados quatro coletes balísticos, sendo que um deles é de propriedade da PMGO, três carregadores calibres 556 e 9 milímetros, dois kits rajadas para pistolas, 12 carregadores calibre 9 mm, dois carregadores calibre 45, um carregador calibre 40, um acessório laser para pistola, duas empunhaduras para pistolas, quatro máscaras e três tocas ninjas.

O comandante da Rotam, tenente-coronel Durvalino Câmara, informou que o grupo agia em Goiânia e no interior e, fazia “questão de ostentar o armamento”. Eles chegaram “a fazer um vídeo que afronta facções rivais e o Estado, além de órgãos de segurança pública, para demonstrar poder com o arsenal superior”.

Segundo a corporação, o responsável pelo imóvel já possui inúmeras passagens pela polícia. Os agentes também encontraram cinco quilos de entorpecentes e quatro veículos utilizados em diversos crimes.

Presos

Entre os detidos estão Victor Gabriel Ferreira, de 19 anos, Alvaro Borges Pereira, de 33, Huarley Fernandes de Oliveira, de 38 e Fabiano Martins Germano, de 35. Todos foram encaminhados à Central de Flagrantes da Polícia Civil, onde foram autuados por tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo de uso restrito e associação criminosa.

Durante apresentação à imprensa nesta terça-feira, 18, eles não quiseram se pronunciar e vão passar por audiência de custódia nesta tarde. A partir de agora, a apuração do caso ficará a cargo da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic).

Comentários