Cotidiano

Celg alerta sobre os perigos de brincar com pipas perto da rede elétrica

diario da manha

Com cerca de 90% do corpo queimado nesta segunda-feira (17/7), o caso do menino Carlos Daniel reacende o debate sobre os cuidados e precauções durante as férias de julho, quando coincidem o recesso escolar das crianças e o período do ano com ventos fortes e mais frequentes. Além de acidentes, a brincadeira de soltar pipas pode interromper o fornecimento de energia elétrica à população.

Pipas perto de rede elétrica podem enrolar nos fios condutores de eletricidade, o perigo aumenta se o brinquedo for produzido com algum tipo de material metálico. Usar cerol na pipa também agrava a situação, pois pode cortar a borracha que reveste os fios elétricos e entrar em contato direto com os fios metálicos, transferindo para o brinquedo a corrente elétrica. Inclui também como um dos perigos do uso de cerol nas pipas é a possibilidade de causar acidentes com os motociclistas.

A Celg informou que só neste ano o número de acidentes envolvendo pipas e a rede elétrica ultrapassa de 120, sendo que mais da metade ocorreram no mês de junho. Em decorrência dos acidentes e dos danos que podem gerar para o fornecimento do serviço, os pais e responsáveis devem orientar as crianças sobre os perigos da brincadeira e alertar para que elas não se encostem nos componentes da rede elétrica.

A distribuidora informa que apenas técnicos tem preparo necessário para manipular esses componentes. Para casos de fios elétricos danificados, a população pode contatar a Celg pelo 0800 62 0196 e, por precaução, se manter afastada da rede elétrica.

Comentários

Mais de Cotidiano