Cotidiano

Distribuidora clandestina de cosméticos é fechada em Goiânia

diario da manha
Polícia Civil

Uma distribuidora clandestina de cosméticos foi fechada por agentes da Delegacia do Consumidor, na tarde de ontem, 3. A empresa localizada no Setor Sudoeste, em Goiânia, vendia produtos capilares para salões de beleza da capital sem possuir licenças ou alvarás sanitários.

A distribuidora que funcionava em uma casa alugada, passou a ser investigada pela polícia após denúncias feitas à Vigilância Sanitária. No local, foram encontrados produtos sem rótulos de identificação, tampas irregulares que não lacram as embalagens, possibilitando a contaminação dos produtos. Além disso, o estabelecimento funcionava sem licença ou alvarás sanitários.

Quase mil itens, avaliados em R$ 40 mil, que seriam revendidos na capital, foram apreendidos e serão incinerados por não oferecerem informações que confirmem a segurança para uso em procedimentos estéticos.

Conforme a corporação, a empresa era administrada por dois sócios, que ainda serão ouvidos pela polícia. As investigações apontam que eles compravam os produtos, grande parte shampoos e condicionadores, de uma empresa de São Paulo e revendiam para salões de beleza de Goiânia.

Os sócios informaram inicialmente que realmente não tinham licenças para o funcionamento da distribuidora, porém, já haviam procurado os órgãos competentes para dar entrada à documentação necessária.

A empresa foi fechada e os dois sócios serão indiciados por crimes contra a saúde pública e contra as relações de consumo. Caso sejam condenados podem pegar até 15 anos de reclusão.

Comentários