Cotidiano

Vigilante envenenado pela filha de 15 anos deixa a UTI em Goiânia

diario da manha

O vigilante de 37 anos que foi internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Santa Bárbara, em Goiânia, no último sábado, 28, sob suspeita de envenenamento da própria filha de 15 anos, saiu da UTI na segunda-feira, 30 e de acordo com a unidade tem estado estável de saúde.

A Guarda Civil Metropolitana (GMC) divulgou que a adolescente está apreendida e confessou ter tentado matar o pai. Ela admitiu ter colocado chumbinho, usado para matar ratos, na sopa do pai após ele ter proibido ela de ir a uma festa.

Ainda de acordo com a corporação a menina admitiu ter envenenado o pai quando ele chegou do trabalho. Após ingerir o alimento, a vítima passou mal e foi levado para o Centro de Atendimento Integral à Saúde (Cais) do Bairro Goiá, que constatou que o caso se tratava de um envenenamento. A partir daí, o homem foi transferido em estado grave para o Hospital Santa Bárbara, onde permanecia internado até ontem.

A Polícia Civil informou que a adolescente foi apreendida suspeita de cometer ato infracional análogo à tentativa de homicídio e segue detida.

A GCM divulgou que a uma equipe foi acionada por uma médica do Cais do Bairro Goiá, ao constatar que o homem havia sido envenenado. Os agentes levaram os familiares até a Central de Flagrantes da capital para registrar a ocorrência. Lá, a adolescente confessou o crime e alegou que queria matar o pai porque ele não deixou ela ir a uma festa, além disso, acrescentou que o pai estava podando a liberdade dela. A partir daí, a menor disse que planejou a morte do pai, comprou o chumbinho e colocou na sopa que ele iria comer.

CHUMBINHO

HOSPITAL 2

Comentários