Coronavírus

Goiânia tem um passo animador: A diminuição no percentual de infectados pela Covid-19

“Estamos avançando na vacinação e meu desejo é o mesmo de toda população, que todos os goianienses sejam vacinados o mais breve possível”, disse o prefeito Rogério Cruz

diario da manha

O Plano Municipal de Vacinação de Goiânia segue em ritmo acelerado, o resultado da última testagem ampliada, realizada semanalmente pela Prefeitura de Goiânia em escolas municipais dos sete distritos sanitários da capital, apresentou um dado animador, que é a queda na taxa de positividade.

Segundo o superintendente de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Yves Mauro Fernandes Ternes, as 321.876 doses aplicadas até esta segunda-feira (19) estão mostrando sinais positivos em relação a redução na ocupação de leitos destinados para tratamento da Covid-19. “Conseguimos reduzir os casos graves da doença, que são aqueles que demandam internação”, avaliou.

O resultado da última testagem ampliada, trouxe queda na taxa de positividade.
Foto/Reprodução – Sagres Online

O levantamento indicou um percentual de 3,9% de contaminados. Em fevereiro deste ano, em testagem realizada na região central, este índice chegou a 17%.

Os números de internações e óbitos pararam de crescer em Goiânia nos últimos dias. A estabilização, em número alto, é bom que se diga, é considerado por técnicos da prefeitura como reflexo direto das medidas de isolamento social adotadas no último mês e a vacinação ampliada.

A taxa de ocupação de leitos de UTI para pacientes com covid-19 também mantém a tendência de estabilidade com um viés de queda em Goiânia. Nesta terça-feira (20), a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informa que 75% das terapias intensivas estão ocupadas. Segunda a taxa era de 77,26%.

Dos 301 leitos totais, 225 estão com pacientes internados.

Estabilidade nos leitos de UTI em Goiânia.
Foto/Reprodução – F5 News

Nas enfermarias, o alívio é ainda maior. São 212 leitos em Goiânia, com 130 pessoas internadas. A taxa de ocupação é de 61%.

A pressão, porém, ainda é grande e dois hospitais não têm vagas para pacientes acometidos pelo coronavírus. A Clínica do Esporte, com cinco UTIs, e o Hospital Jacob Facuri, com 25, estão com todos os leitos ocupados.

A imunização começa a fazer efeito para idosos acima de 80 anos. A faixa etária recebeu a segunda dose contra a Covid-19 há pelo menos uma semana, com isso, já começa a haver redução no número de internações e óbitos. 

O superintendente de Vigilância em Saúde, Yves Mauro ressalta que este resultado traz maior segurança e indica que o trabalho da Secretaria Municipal de Saúde tem sido realizado com eficiência. No entanto, não significa que há menos vírus em circulação.

“Acompanhamos diariamente diversos indicadores, que são responsáveis por orientar o nosso trabalho. A testagem ampliada é um balizador importante, mas não é decisivo”, destaca Yves Mauro ao mencionar também a taxa de transmissão que, atualmente, está em 0,9.

O prefeito Rogério Cruz já demonstrou bastante preocupação com o resultado da testagem ampliada na Região da 44 que, na ocasião, revelou a maior incidência de contaminação.

“De 2 mil pessoas testadas, quase 400 estavam contaminadas e não sabiam. É muito importante que realizemos este trabalho para, justamente, identificar aqueles que estão contaminados e isolá-los. Só assim vamos reduzir a capacidade de transmissão do vírus”, ressalta.

O público contemplado nestas abordagens são pessoas acima de 12 anos que não apresentam sintomas. “Aqueles que são confirmados positivos são assintomáticos e estão suscetíveis a infectar familiares, amigos e outras pessoas em ambientes comuns.”, afirma o superintendente.

Os idosos representam a maior parcela dos vacinados até então.
Foto/Reprodução – Metrópoles

Mais de 14% da população do município já recebeu pelo menos a primeira dose do imunizante. Do total 390.803 doses recebidas, 321.876 já foram aplicadas,

Do total de doses aplicadas pelas SMS, 216.957 são referentes a 1ª dose, o que representa 14.3% da população. As outros 104.919 são referentes a 2ª dose, o que representa 6.9% da população vacinada. A Prefeitura já recebeu desde o início da campanha 390.803 doses, sendo que a última remessa foi entregue no dia 16 de abril.

O grupo de idosos representa a maior parcela dos vacinados até então. No total, já foram destinadas para pessoas idosas 157.183 vacinas de 1ª dose e 62.749 de 2ª dose. Trabalhadores da saúde aparecem na sequência. Foram 56.097 vacinas referente a 1ª dose e 41.684 referentes a 2ª dose. Profissionais de Segurança e Salvamento, incluídos recentemente no grupo prioritário, já foram comtemplados com 3.677 vacinas de 1ª dose e 486 de 2ª dose.

“Estamos avançando na vacinação e meu desejo é o mesmo de toda população, que todos os goianienses sejam vacinados o mais breve possível”, disse o prefeito Rogério Cruz.

*Com informações da Sagres Online e Jornal Parlamento

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe DM Online www.dm.jor.br pelo WhatsApp (62) 98322-6262 ou entre em contato pelo (62) 3267-1000.

Leia também:

Comentários