Coronavírus

Novo decreto limita a capacidade máxima de passageiros nos transportes

Todos os sistemas de mobilidade e transportes dentro de Goiás devem seguir o novo decreto

diario da manha
Com o novo decreto, ônibus só podem transitar com 50% da capacidade máxima. FOTO/Reprodução

Nesta terça-feira (30/03), o Governo Estadual publicou o decreto nº 9.840 no Diário Oficial (DO), que limita em 50% a capacidade máxima do transporte de passageiros em todo o Estado de Goiás. O novo decreto entra em vigor a partir de hoje (30), com duração de 14 dias. Essa é mais uma medida do governo para reduzir a transmissão do novo Coronavírus.

Todas as empresas concessionárias e permissionárias ao sistema de transporte coletivo, além dos operadores do sistema de mobilidade, devem adotar e cumprir as medidas dentro do território de Goiás. A determinação abrange também o transporte coletivo intermunicipal, público e privado, mesmo em áreas urbanas e rurais de Goiás.

Em nota a Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos ressalta “A Cmtc adianta que a decisão para o transporte de passageiros até 50% da capacidade do ônibus já tinha sido tomada pela prefeitura de Goiânia via decreto e com o decreto estadual com a mesma posição para o transporte de passageiros, entendemos que a ação reforça o atendimento feito no sistema RMTC. O embarque prioritário e o escalonar horário para outros segmentos não essenciais fazem ser possível esse transporte na rede metropolitana.

Além disso a CMTC afirma está rodando com 100% da frota em operação. E com o embarque prioritário os ônibus andam somente com número permitido. “Temos fiscalização da PM e da GCM em terminais de Goiânia e Eixo Anhanguera. Ou seja, estamos com apoio policial desde o início das restrições para garantir o transporte de pessoas seguindo medidas sanitárias. Temos álcool em gel em 11 terminais de Goiânia, distribuição de máscaras, horário prioritário aos trabalhadores de serviços essenciais e escalonamento de horário (9h às 17h) para serviços não essenciais que abrem por 14 dias. Todas essas ações ajudam na diluição de demanda em terminais e na proteção ao passageiro.”

Para os trabalhadores das atividades essenciais o transporte continua sendo organizado pelo embarque prioritário. Para comprovar o vínculo empregatício, o trabalhador pode apresentar o contrato ativo na carteira de trabalho, mostrar o crachá ou outro documento que confirme o emprego. Os horários para a prioridade de embarque ocorrem (nos horários de pico) das 5h45 às 7h15 e das 16h45 às 18h15.

Para efetuar o cadastro do embarque prioritário, basta entrar no site www.rmtcgoiania.com.br/embarqueprioritario, e preencher o formulário. Em casos de problemas, o usuário deve entrar pelo portal de esclarecimento de dúvidas – contato pelo 0800 648 2222.

Leia também

Comentários