Coronavírus

Anvisa deve analisar spray contra covid desenvolvido em Israel, diz Bolsonaro

Pedido de análise para uso emergencial do medicamento israelense no combate à covid-19 no Brasil deve ser enviado em breve à Anvisa, afirma Bolsonaro

diario da manha

Em breve, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) deve receber um pedido de análise para uso emergencial de um de um medicamento israelense no combate à covid-19, informou o presidente Jair Bolsonaro em suas redes sociais, nesta segunda-feira (15).

Na última quinta-feira (11), após uma conversa por telefone com o primeiro-ministro de Israel, Binyamin Netanyahu, o presidente já havia citado a possibilidade de importar a droga, chamada EXO-CD24, para auxiliar no combate à pandemia no Brasil.

Em sua publicação, Bolsonaro explica que o medicamento “é um spray nasal desenvolvido pelo Centro Médico Ichilov de Israel e que tem eficácia próxima de 100% (29/30), em casos graves, contra o coronavírus”. Apesar do anúncio, o presidente não informou uma data prevista para enviar o pedido à agência.

Ao Estadão/Broadcast, acadêmicos israelenses informaram que 29 dos 30 pacientes com casos moderados a graves de covid-19 tratados com EXO-CD24 tiveram uma recuperação completa em cinco dias. No entanto, ainda precisam ser realizados mais testes para provar que a droga inalada – desenvolvida como um medicamento para combater o câncer de ovário – realmente funciona.

Além disso, a droga ainda não passou por um teste em que compara o medicamento a um placebo, sendo assim os cientistas não podem afirmar com certeza se o medicamento está por trás da rápida recuperação dos pacientes. Bolsonaro defende que o Brasil participe da terceira fase de testes do medicamento.

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe DM Online www.dm.jor.br pelo WhatsApp (62) 98322-6262 ou entre em contato pelo (62) 3267-1000.

*Com informações do site Terra.

Comentários