Coronavírus

Tipo sanguíneo “O” é mais resistente ao coronavírus, diz pesquisa

Em março já havia um estudo onde seus resultados apontaram que os indivíduos com tipo sanguíneo A são infectados com mais facilidade.

diario da manha

Um estudo realizado pelo Hospital Universitário de Odense, na Dinamarca, apontou que o tipo sanguíneo O tem menos riscos de contaminação pelo coronavírus do que os fatores A, B e AB. Mais de 473 mil testes individuais foram analisados na pesquisa.

O tipo sanguíneo O possui cerca de 15% menos de probabilidade em apresentar resultados positivos para Sars-CoV-2. Os resultados apontados não representam maior risco de hospitalização, de acordo com os responsáveis pela pesquisa.

Em outro estudo, feito pela Universidade da Colúmbia Britânica, apontou também que os tipos sanguíneos A e AB estão mais propensos a evolução da doença e também tendem a necessitar de internações mais longas em UTIs do que os fatores O e B.

Em março já havia um estudo onde seus resultados apontaram que os indivíduos com tipo sanguíneo A são infectados com mais facilidade, e possuem 45% a mais de chance de desenvolver uma evolução grave da doença. O tipo “O” possui 35% menos de chances além de apresentarem menos resultados positivos no exame, diz pesquisa realizada pela Harvard Medical School, em Massachusetts.

Ainda não foi descoberta qual ou quais fatores influenciam na maior resistência desses indivíduos do tipo O em relação a COVID-19. Os estudos e pesquisas ainda estão sendo realizados, foi descoberto também que as pessoas infectadas com coronavírus do tipo O apresentam sintomas mais leves do que pessoas do tipo A e AB

Comentários