Coronavírus

Covid-19: Empresa Pfizer inicia testes de vacina em jovens a partir de 12 anos

Farmacêutica é a primeira a realizar testes de vacina contra a Covid-19 em jovens a partir de 12 anos, nos Estados Unidos

diario da manha
Vacina experimental da Pfizer é testada em jovens a partir de 12 anos

A farmacêutica Pfizer vai iniciar tetes de sua vacina experimental contra a covid-19 em jovens a partir dos 12 anos, nos Estados Unidos. Informação foi divulgada pela rede de TV norte-americana CNN. A empresa teria recebido autorização da FDA (Food and Drug Administration), órgão que regulamenta medicamentos e alimentos nos EUA, para a realização dos testes. 

De acordo com a CNN, a imunização será aplicada em jovens a partir dos 16 anos ainda nesta semana e, em seguida, a faixa etária de 12 a 15 anos também será incluída nos ensaios clínicos de desenvolvimento da vacina contra o coronavírus. Esse será o primeiro teste de vacina contra a Covid-19 a incluir jovens nos Estados Unidos.

No Brasil, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou que a fórmula desenvolvida pela farmacêutica seja avaliada em voluntários a partir de 16 anos. Os testes da vacina da Pfizer estão sendo realizados no país pelos institutos Cepic (Centro Paulista de Investigação Clínica), em São Paulo, e pela Instituição Obras Sociais Irmã Dulce, em Salvador.

Para a CNN, o diretor do Centro de Pesquisa de Vacinas do Hospital Infantil de Cincinnati, Robert Frenck, afirmou que apesar das crianças e adolescentes não estarem entre os mais vulneráveis para a Covid-19, o risco não é nulo e a imunização do grupo é considerada importante para controlar a disseminação do vírus.

“Realmente achamos que uma vacina para adolescentes e jovens será crucial para manter a Covid-19 sob controle”, disse Frenck à CNN em entrevista por telefone.

No Reino Unido, a vacina elaborada pela Universidade de Oxford e a AstraZeneca está sendo testada em crianças de 5 a 12 anos desde maio deste ano.

Comentários