Coronavírus

China defende vacina contra covid-19 e pede cooperação do Brasil

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) cancelou uma compra de 46 milhões de doses da CoronaVac,

diario da manha

O Ministério das Relações Exteriores da China se pronunciou hoje (22), sobre a qualidade dos estudos das vacinas contra o coronavírus que estão sendo realizados no país, e pediu ao governo brasileiro que continue trabalhando em parceria com o país asiático contra o vírus.

Em nota, o porta-voz do órgão, Zhao Lijian, mencionou que acredita que a cooperação de todos pode contribuir com a derrota desse novo coronavírus no Brasil, na China e no mundo.

Zhao Lijian garantiu e reforçou o compromisso de tornar o imunizante um bem mundial, afim de contribuir com a disponibilidade e acessibilidade das vacinas nos países em desenvolvimento.

Na tarde de ontem (21), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) cancelou uma compra de 46 milhões de doses da CoronaVac, produzida pelo laboratório chinês Sinovac.

Comentários