Coronavírus

Idosa de 93 anos vence a Covid em Jaraguá

Dona Dorcelina é a terceira paciente curada do novo coronavírus que recebe alta na unidade de saúde

diario da manha

Sentimentos de alegria e esperança tomaram conta do Hospital Estadual de Jaraguá Dr. Sandino de Amorim (HEJA) na manhã desta quarta-feira, 16. Com aplausos, profissionais que estão linha de frente do combate à Covid-19 comemoraram a vitória e a alta hospitalar da paciente Dorcelina Dionísia da Silva, de 93 anos, que venceu a batalha contra o coronavírus.

A saída da idosa foi marcada pela emoção de familiares e da equipe que a acolheu no hospital. “Toda equipe ficou muito emocionada. Foi nossa terceira alta, uma paciente de 93 anos, literalmente uma guerreira e também uma conquista muito grande para a nossa unidade. Ver a paciente sair daqui sob aplausos nos encoraja a enfrentar todas as dificuldades”, relata a diretoria de humanização do HEJA, Camila Marques.

Dona Dorcelina foi internada no dia sete de setembro com sintomas de falta de ar e tosse, e com diagnóstico positivo para Covid-19. Ela foi encaminhada para Unidade de Terapia Intensiva (UTI), onde permaneceu durante o período de internação. A idosa não precisou usar respirador, mas necessitou do auxilio de oxigênio na respiração espontânea e após nove dias em tratamento contra o novo coronavírus recebeu alta.

A recuperação de dona Dorcelina sensibilizou os colaboradores da unidade. Para Camila, essa é uma vitória da equipe de profissionais do HEJA. “A dedicação de todo o grupo tem sido fundamental para a gente conseguir cumprir nosso compromisso com a saúde. Estávamos todos torcendo muito por ela. Foram nove dias de dedicação a paciente, tomando todos os cuidados necessários. São despedidas felizes e muito gratificantes. O que mais queremos afinal é que essas pessoas estejam em suas casas, perto dos familiares”, finaliza a diretora de humanização.

Comentários