Coronavírus

Covid- 19: Amazonas tem alta na média diária de mortes

O estado do Norte do Brasil contabilizou crescimento de 212,5% na taxa de óbitos a cada 24 horas

diario da manha
Foto: Reprodução

Os 26 estados do Brasil e o Distrito Federal contabilizaram juntos, desde o começo da pandemia, 126.960 mortes por Covid-19, segundo boletim publicado pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) na segunda-feira (7).

Apesar de o ritmo de fatalidades no país ter diminuído na última semana, a realidade de cada uma das unidades da federação é bem diferente.

Nos últimos 14 dias, no entanto, contabilizaram crescimento de 212,5% na taxa. Isso significa que há duas semanas, 9 pessoas morriam, em média, a cada 24 horas. O ritmo deu um salto significativo – atualmente são 28 vítimas por dia.

Na contramão, estão outras 14 unidades da Federação, principalmente as das regiões Norte e Nordeste. É o caso do Rio Grande do Norte, com queda de 57,7%. As 12 UFs restantes – como São Paulo e Minas Gerais – vivem um período de estabilidade, conhecido como platô, ou seja, o número de mortes não caiu nem subiu de modo significativo.

Há 7 dias, a realidade de algumas unidades federativas era diferente. Ceará, Paraná e Roraima estavam em queda nos números, voltaram a subir.

No entanto, a situação de Tocantins, Rondônia, Rio de Janeiro e Amapá melhorou. Os últimos três estados estavam em alta na média diária de óbitos e, agora, registram queda na taxa. Tocantins vive estabilidade nesse quesito.

Semana epidemiológica

O número de mortos em decorrência da Covid-19 tem caído no Brasil. Na última semana epidemiológica, compreendida entre os dias 30 de agosto e 5 de setembro, o Ministério da Saúde contabilizou 5.741 óbitos, uma redução de 7,6% em comparação ao período de 23 e 29 de agosto, quando o país registrou 6.212.

Em relação aos infectados, os números mostram que foram 276.847 novos contaminados, um aumento de 4,9% em relação à semana imediatamente anterior.

*Com informações do Metrópoles

Comentários