Coronavírus

Produção do primeiro lote da vacina contra o coronavírus é anunciada

"O primeiro lote da nova vacina contra o coronavírus foi produzido no Centro de Pesquisas Gamaleya", diz o texto divulgado pelo Ministério da Saúde da Rússia neste sábado (15)

diario da manha
Russian Direct Investment Fund/AFP

O Ministério da Saúde da Rússia anunciou por meio de um comunicado emitido neste sábado (15) que o país produziu o primeiro lote da vacina contra o novo coronavírus. “O primeiro lote da nova vacina contra o coronavírus foi produzido no Centro de Pesquisas Gamaleya”, destacou o texto. A criação da imunização russa foi divulgada na última terça-feira (11). As informações são da agência AFP e foram publicadas pela revista IstoÉ.

Conforme a reportagem, o presidente Vladimir Putin pontuou no anúncio que uma primeira vacina “bastante eficaz” havia sido registrada. A realização ocorreu no Centro de Pesquisas de Epidemiologia e Microbiologia Nikolai Gamaleya, em Moscou. A caso foi uma parceria com o Ministério russo da Defesa.

De acordo com a reportagem, durante a fala do presidente ele revelou que uma de suas filhas foi vacinada. A imunização russa recebeu o nome de Sputnik V em alusão ao primeiro satélite artificial que colocou animais em órbita.

Segundo o site Folha Vitória, apesar da descoberta, o conselheiro-sênior da Organização Mundial da Saúde (OMS), Bruce Aylward, enfatizou na última quinta-feira (13) que a organização não dispõe de dados para verificar a efetividade da vacina contra a Covid-19.

“Não temos informações suficientes para comentar sobre ela”, avaliou Aylward. Ele acrescentou que a vacina não está dentre as nove incluídas no portfólio da iniciativa Covax, conforme ressalta o portal.

Comentários