Coronavírus

Coronavírus: União Europeia barra entrada de brasileiros em suas fronteiras

O bloco autorizou a entrada de cidadãos de 14 países para viagens não essenciais. Uruguai é o único país permitido da América do Sul

diario da manha
Foto: Reprodução

A nova abertura da União Europeia confirmada nesta terça-feira (30), impediu o acesso de países como Brasil e Estados Unidos dentro de suas fronteiras. Existe uma lista de nações cujos cidadãos podem realizar visitas não essenciais ao grupo de países a partir de 1° de junho.

O conjunto de 27 países aprovou viagens de lazer ou negócios para 14 países: Argélia, Austrália, Canadá, Georgia, Japão, Montenegro, Marrocos, Nova Zelândia, Ruanda, Sérvia, Coréia do Sul, Tailândia, Tunísia e Uruguai.

Em relação a China está suspensa as viagens, que só serão permitidas quando as autoridades chinesas também permitirem visitas da União Europeia. A reciprocidade foi um dos critérios avaliativos da lista de permissão.

EUA e Brasil, países com o maior número de contaminações e mortes pelo Covid-19, foram impedidos, assim como Turquia, Rússia e Índia. EUA e Brasil acumulam juntos mais de 4 milhões de casos confirmados e registram cerca de 188 mil mortes, conforme levantamento da Universidade Johns Hopkins.

A decisão de uma lista comum de estrangeiros que possam entrar no bloco faz parte de um esforço maior da União Europeia, para tentar reabrir as fronteiras internas entre 27 Estados membros. As normas das viagens e do livre comércio entre os integrantes da União são centrais e ainda não voltaram totalmente a normalidade. O conjunto de países têm previsão de revisão para novas reaberturas à cada 15 dias.

Alguns Estados membros que necessitam de turistas, prometeram aceitar visitantes de países não pertencentes à União Europeia e pretendem testá- los na chegada. Outros tentaram criar zonas fechadas de viagem entre certos países, chamadas de “bolhas” ou “corredores”.

Comentários