Coronavírus

Casos de Covid-19 são monitorados por telemedicina em Goiânia

O serviço é feito diariamente e acompanha a situação clínica dos pacientes, buscando romper a cadeia de transmissão do novo coronavírus

diario da manha
Foto: Prefeitura de Goiânia

Os casos suspeitos e confirmados da Covid-19, assim como aqueles que permanecem em casa por conta do isolamento domiciliar, estão sendo monitorados em Goiânia por meio da telemedicina. A ação é feita diariamente e acompanha a situação clínica dos pacientes, buscando romper a cadeia de transmissão do novo coronavírus, segundo o site da Prefeitura.

O serviço de controle da pandemia na capital é realizado pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) em parceria com a Universidade Federal de Goiás (UFG), por meio da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura e as faculdades de Medicina e de Enfermagem.

Conforme o portal, para a realização do contato com o paciente foi preparada uma estrutura que conta com 26 estações. Elas são equipadas com computador, monitor, linha telefônica e webcam.

De acordo com a divulgação da Prefeitura o acompanhamento é feito por equipes de médicos, enfermeiros, psicólogos, nutricionistas, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, assistente social e educadores físicos. Professores da Faculdade de Medicina e Enfermagem da UFG também fazem parte do grupo.

Caso a necessidade de atendimento presencial seja identificada as pessoas infectadas com a doença são encaminhadas aos serviços de saúde de urgência e emergência.

Segundo o site, em 14 dias o paciente confirmado com a doença que não apresenta sintomas, recebe alta do monitoramento. Já os pacientes da Covid-19 positivos e sintomáticos são liberados após 14 dias ou mais de monitoramento, desde que não apresentem sintomas por 72 horas.

Comentários