Coronavírus

Pastor anuncia água benzida, que cura coronavírus

Autoridades devastam campanhas de pastores. R.R Soares será o segundo líder evangélico a ser investigado por apresentar solução a doença. Liberdade religiosa estaria em xeque.

diario da manha
Foto: Reprodução Google

Circulou na imprensa, um vídeo polêmico do missionário R.R. Soares  líder da Igreja Internacional da Graça de Deus.

No vídeo, ele apresenta testemunhos de fiéis que foram curados do coronavírus após tomar a água benzida e receber a sua oração.

Segundo o jornalista Douglas Bucalem, promotores de justiça do estado de São Paulo estão investigando o caso. Para o jornalista liberdade religiosa deve ser considerada, uma vez que de fato a liturgia e a seriedade de um líder religioso não pode ser avaliada em um inquérito.

R.R Soares será um dos líderes evangélicos a ser investigado por defender a cura para a Covid-19 por meio da fé e de métodos religiosos.

Antes dele, o apóstolo Valdemiro Santiago causou a maior polêmica por vender “feijões milagrosos” que seriam eficientes no combate à doença.

Evangélicos protestam, e exemplificam a missa celebrada pelo Papa Francisco recentemente que teria o intuito de proteger a humanidade contra a covid-19.

O Ministério Público Federal (MPF) paulista ingressou com um pedido para retirar do ar todos os vídeos do Youtube em que aparece o apóstolo, oferendo feijões como cura do coronavírus.

Leia também:

tags:

Comentários