Coronavírus

UNICEF abre programa de seleção de voluntários para combater fake news sobre coronavírus

Jovens entre 16 e 24 anos que fazem quase tudo pela internet e que se preocupam com a vida de crianças e adolescentes podem se inscrever até o dia 9 de abril

diario da manha
Foto: Instagram @UNICEFBrasil

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), em inglês “United Nations Children’s Fund”, divulgou em seu perfil nas redes sociais neste sábado (4) a abertura de um programa de seleção de voluntários para combate às fake news com ações de mobilização. O objetivo é esclarecer notícias falsas sobre o novo coronavírus.

Segundo a publicação, podem se inscrever jovens entre 16 e 24 anos que fazem quase tudo pela internet e que se preocupam com a vida de crianças e adolescentes. As inscrições vão até o dia 9 de abril e podem ser feitas pelo site: https://contato.unicef.org.br/formulariovoluntariado.

O Fundo foi criado em 11 de dezembro de 1946 pela Organização das Nações Unidas (ONU) para atender na Europa e na China as necessidades emergenciais das crianças depois da Segunda Guerra Mundial.

Já em 1950 foi estendido, buscando atender, em projetos de longo prazo, crianças e mulheres nos países em desenvolvimento. A organização mundial se tornou parte permanente das Nações Unidas em 1953, conforme a página oficial na internet.

Ainda de acordo com o site, o UNICEF concentra seus esforços nas meninas e meninos mais excluídos, vulneráveis e vítimas de formas extremas de violência. Desde 1950, o UNICEF vem apoiando as mais importantes transformações na área da infância e da adolescência no Brasil. Nas últimas décadas, o Brasil promoveu um forte processo de inclusão de crianças e adolescentes nas políticas públicas.

Combate ao coronavírus no Brasil

Fundo leva dados confiáveis a áreas remotas, favelas e comunidades, municípios do interior e migrantes. Foto: Instagram @UNICEFBrasil

O UNICEF vem trabalhando no Brasil divulgando informação qualificada, para que a população saiba como impedir a propagação da COVID-19. O Fundo leva dados confiáveis a áreas remotas, favelas e comunidades, municípios do interior e migrantes, segundo publicação feita em suas redes sociais.

Além disso, o post informa que a organização também realiza capacitações online a profissionais de saúde. Atua ainda com o Estado, iniciativa privada e sociedade civil para mitigar o impacto da crise e garantir o mínimo em serviços como saúde, educação, serviços sociais e proteção social para as pessoas mais vulneráveis.

Quem quiser ajudar o UNICEF a combater o coronavírus, auxiliando crianças em situação de risco, pode fazer uma doação pelo site: https://secure.unicef.org.br/Default.aspx?origem=covid19

Comentários