Coronavírus

Testemunho do Infectologista David Uip sobre o coronavírus "Um sofrimento muito grande"

diario da manha

O médico Infectologista David Uip, coordenador do Centro de Contingência do coronavírus em São Paulo, e uma das maiores autoridades sobre o assunto, retorna aos trabalhos depois de contrair e se curar da doença.

Segundo o testemunho de Uip está doença “é um sofrimento muito grande” e ainda destacou muita preocupação com a situação que viveu e que sentiu que estava extenuado.

Confira o seu depoimento como médico Infectologista após contrair e vencer a infecção:

“Eu quero fazer um depoimento para que vocês entendam bem do que se trata essa doença. Eu, há dois domingos me senti muito mal. Pessoal da televisão quis me entrevistar, o governador é testemunha, José Henrique Hermann, secretário estadual da saúde também. Eu não consegui falar. Eu estava extenuado, sentei numa cadeira e pela primeira vez na vida eu me neguei a falar para uma emissora de televisão. Não consegui.

De domingo para segunda, eu passei muito mal e na segunda de manhã eu fui fazer o exame de tomografia. O exame deu positivo e a tomografia normal. A semana que se seguiu foi de extremo sofrimento. Na segunda-feira seguinte, há uma semana, voltei para fazer exames e tomografia. Nesta tomografia apareceu a pneumonia. Este sentimento de você ver como médico, infectologista, com uma pneumonia, sabendo que muito provavelmente entre o sétimo e o décimo dia você ia complicar, foi um sentimento muito angustiante.

Você vai dormir não sabendo como ia acordar. Felizmente, Deus me ajudou e eu venci a quarentena. Quero dizer para vocês que não é fácil ficar isolado. É de extremo sofrimento, mas absolutamente fundamental. Eu tive que me reinventar, tive que criar um David novo. Seguramente mais humilde e sabendo dos limites da vida”, sustentou. Orlando Morando (PSDB), 45 anos, prefeito de São Bernardo do Campo, também passou por uma experiência semelhante, ao ser testado positivo para o novo coronavírus. Ele recebeu alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas continua hospitalizado e isolado.

O prefeito foi diagnosticado com a Covid-19, no último dia 25 de março, no dia 29, seu quadro se agravou e foi transferido para a UTI. Morando, em vídeo publicado na noite de ontem, domingo (5), declarou emocionado ” achei que não voltaria”, e agradeceu o carinho e as orações que tem recebido nós últimos dias e chorou. Em seu depoimento ressaltou ainda, ” estou muito feliz. Não tenho outras palavras, a não ser agradecer. Agradeço a toda equipe médica, enfermeiros, auxiliares, o pessoal da limpeza (que foi muito carinhoso comigo). Só Deus pode pagar por tudo que vocês fizeram por mim”, considerou.

Em uma postagem anterior no Instagram, o prefeito justificou que ” como eu disse, eu tomei e vou continuar tomando todas as medidas para proteger. Fui para a linha de frente e vou comunicar a todos que, infelizmente, eu fui atingido. É triste, é triste. Está aqui o meu exame. Diferente do Presidente da República, que não tem coragem de mostrar. Infelizmente deu positivo o meu exame”, disse.

*Com informações do Uol

Comentários