Coronavírus

Serviço gratuito de mensagens esclarece dúvidas sobre Covid-19

Serviço lançado pela OMS e desenvolvido em parceria com o WhatsApp e Facebook, busca manter as pessoas bem informadas sobre a Covid-19

diario da manha
Serviço de mensagens lançado pelo OMS busca manter as pessoas bem informadas sobre a Covid-19. Foto: All The Free Stock

O perfil oficial da Organização das Nações Unidas (ONU) no Brasil divulgou ontem (7) que a Organização Mundial da Saúde (OMS) lançou a versão em português de um serviço de mensagens gratuito. Desenvolvido em parceria com o WhatsApp e com o Facebook o serviço tem o objetivo de manter as pessoas bem informadas sobre a Covid-19.

Conforme a publicação, a adaptação dos conteúdos para português foi auxiliada pelo escritório da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e o da OMS no Brasil.

Serviço de mensagens pode tirar dúvidas, checar dados atualizados, descobrir o que é verdade ou falso sobre a doença, dentre outras opções. Foto: Instagram @OnuBrasil

Segundo a divulgação, para tirar dúvidas sobre a doença, o usuário deve enviar a palavra “oi”, pelo aplicativo WhatsApp, para o número: +41 22 501 77 35 e iniciar a conversa. Em seguida, será aberto um menu de opções para tirar dúvidas, checar os dados mais atualizados, descobrir o que é fato ou fake news, quais as medidas mais importantes para proteger a si e a outras pessoas, além de outras informações sobre a Covid-19.

A OMS já havia lançado este alerta de saúde, em inglês, no dia 20 de março. Ele foi desenvolvido em colaboração com o Praekelt.org, usando a tecnologia Turn machine lerning.

Conforme o site Tech Tudo, Machine Learning ou Aprendizagem de Máquina é um campo de estudo que ensina computadores a analisar e classificar padrões de dados para fazer previsões. O conceito faz parte da área de Ciência da Computação e combina aplicações de reconhecimento de modelos e Inteligência Artificial. O site explica que é como se a tecnologia “adivinhasse” o que o usuário quer.

De acordo com as redes sociais da ONU no Brasil, além de ser um serviço fácil de usar, ele tem potencial para atingir 2 bilhões de pessoas no mundo, de líderes governamentais a profissionais de saúde, familiares e amigos.

Comentários