Cidades

Professora chinesa que estava desaparecida é encontrada em Goiânia

Segundo a Polícia Civil ela foi encontrada na segunda-feira (7) e a professora está bem

diario da manha

A chinesa Beibei Li, de 28 anos, desaparecida em Goiânia desde o último domingo (6), foi encontrada uma residência no Setor Bueno. Segundo a Polícia Civil ela foi encontrada na segunda-feira (7) e a professora está bem.

A operação foi realizada pela equipe de policiais do grupo de antissequestro. Entretanto, a corporação não informou de quem era a residência na qual a mulher estava.

O namorado da chinesa informou que a mulher havia saído de casa levando apenas o celular. Foi ele quem registrou o boletim de ocorrência na polícia. Beibei Li é professora de inglês e mandarim na capital, porém, não fala português.

De acordo com o boletim de ocorrência a professora havia deixado uma carta manuscrita em tom de despedida. Beibei Li saiu de casa sem os documentos de identidade, assim como roupas, objetos pessoais e dinheiro.

“Deixou uma carta manuscrita para o comunicante, em tom de despedida, dizendo entre outras coisas que nunca mais seria vista”, diz trecho do boletim.

Segundo a família, Beibei Li está há três anos no Brasil e morava em Goiânia com o companheiro, que é de Trindade.

Os parentes disseram que até a manhã de segunda-feira (7), o celular de Beibei ainda recebia mensagens, mas conforme as horas passaram, as mensagens não chegaram mais no telefone da professora.

O nome da professora chegou a ser registrado na lista de desaparecidos do estado, que fica no site da Secretaria de Segurança Pública de Goiás.

Comentários