Cidades

DF: Modelo denuncia assédio de fotógrafo: “Me pediu para ficar nua”

Segundo a jovem, o homem, que tem um estúdio em Águas Claras, pediu para ela "se tocar durante um ensaio nua"

diario da manha

A modelo Jeniffer Melina Mendes Meneses, 24 anos, denunciou na última terça-feira (8) na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) que foi assediada por um fotógrafo do Distrito Federal. Segundo a jovem, o homem, que tem um estúdio em Águas Claras, pediu para ela “se tocar durante um ensaio nua”. O caso ainda está sendo investigado.

Em seu perfil no Instagram, a jovem relatou o caso na quarta-feira (9), para estimular outras meninas que passem pela mesma situação que ela denunciem o autor do assédio.

Segundo Jeniffer, o fotógrafo, que não teve o nome divulgado, a procurou em março deste ano pelas redes sociais oferecendo uma proposta para ela fazer parte da agência dele. Na primeira reunião entre os dois, o fotógrafo pediu para que a jovem não fosse acompanhada até seu escritório.

Ela disse que até então confiou no agenciador após verificar que a empresa dele existe desde 2008 e tem muitos seguidores nas redes sociais. “Na hora de fazer a avaliação, me pediu para ficar completamente nua e disse que era procedimento padrão. Não tenho problemas com ensaio nu feminino e não me importei naquele primeiro momento”, contou.

Jeniffer foi contratada e o fotógrafo prometeu para a modelo diversos trabalhos, tratamentos de beleza e matrícula em academia de ginástica. Mas ela começou a desconfiar do agenciador após ele não arcar com os custos dos ensaios e ter pago somente a primeira mensalidade da jovem na agência.

“Ele começou a dizer que eu precisava fazer ensaios nua. A orientação era para que eu me tocasse durante as sessões. Foi aí que eu disse que não iria me tocar e indaguei para quem eram as fotos. Ele disse que vendia para interessados e pessoas do meio político. Que eu iria conseguir muito dinheiro por cada foto, mas precisaria fazer de acordo com as exigências que ele estava pedindo”, denunciou.

O fotógrafo então rescindiu o contrato com a jovem via e-mail, após perceber a resistência de Jeniffer em fazer o que ele pedia.

Ela denunciou o caso e descobriu que já existe outras duas denúncias de assédio contra o fotógrafo que atua no DF. A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) investiga o caso.

*Com informações do Metrópoles.

Leia também:

Comentários