Cidades

Caso Heloá: 'Matei porque estuprei' diz vizinho que confessou o crime à justiça

Elivelton desferiu 18 facadas contra a menina que tinha apenas 11 anos.

diario da manha

Elivelton Santos Furtado confessou ter matado Heloá Pereira, de 11 anos, em Piedade (SP), interrogado na Justiça, Elivelton que era vizinho da vítima, deu detalhes sobre o crime. O caso segue em segredo e deve ir a júri popular. Se condenado por todos os crimes, a pena para Elivelton pode chegar até 39 anos de prisão. O crime foi registrado em 19 de dezembro de 2019.

A polícia, parentes e o réu foram ouvidos. A defesa não quis comentar sobre o caso com a reportagem. Elivelton teve a prisão temporária convertida para preventiva.

“Pai dela [Heloá] saiu para trabalhar. Eu fiz o uso de droga e entrei lá [na casa da vítima] e fiz isso. Usei crack, cocaína e bebida alcoólica antes. Sabia que [o pai da Heloá] ia receber dinheiro. Matei porque estuprei e acabei cometendo essa loucura. Se pudesse voltar atrás eu jamais teria feito isso. Todo dia me arrependo”, disse Elivelton à juíza.

A defesa pediu que fosse feito um exame para determinar a sanidade mental do jovem mas, a Justiça entendeu que nada nos autos indica que Elivelton tenha algum problema e,  negou o pedido em junho de 2020.

Elivelton Santos Furtado teve a prisão preventiva decretada — Foto: Reprodução

Elivelton Santos Furtado confessa ter matado Heloá — Foto: Reprodução

Segundo a investigação, no dia do crime, por volta das 6h, o pai de Heloá havia saído de moto para buscar o caminhão que usa para trabalhar, neste momento, Elivelton teria ouvido o barulho do veículo e ido até a casa.

A vítima teria acordado então o jovem a asfixiou e a levou para a casa dele desacordada, onde abusou sexualmente dela.

No momento do ato, Heloá teria retomado a consciência, e Elivelton desferiu 18 facadas contra a menina, como foi apontado por um laudo do Instituto Médico Legal (IML). O jovem ainda teria tentando estuprar a criança novamente quando já estava morta.

Menina foi encontrada morta dentro de uma fossa na zona rural de Piedade — Foto: Bom Dia Piedade/Divulgação
Heloá foi encontrada morta dentro de uma fossa na zona rural de Piedade—Foto: Divulgação

O corpo de Heloá foi encontrado dentro de uma fossa, coberto por pedaços de madeira, nos fundos da casa dela no dia 21 de dezembro, a criança estava seminua, enrolada em um cobertor e um lençol, apenas com a camiseta. A calça e a calcinha estavam ao lado do corpo.

Após cometer o crime Elivelton limpou as manchas de sangue que estavam no quarto dele e queimou as roupas que usava no dia.

O pai de Heloá, Robson Pereira, conta que saiu de casa para trabalhar, e deixou a menina dormindo no quarto. Ao voltar para buscá-la e levá-la para a casa da avó paterna, constatou que a criança não estava em casa.

Elivelton se dispôs a supostamente ajudar a família da menina a encontrá-la mas, quando soube que a polícia passaria a usar cães farejadores nas buscas decidiu fugir. O réu foi preso no dia 14 de fevereiro, na estrada que liga Tapiraí (SP) a Pilar do Sul (SP).

Comentários