Cidades

Professor e doutor da UFG é alvo de repúdio após minimizar pandemia em aula on-line

Em nota, José Ricardo pediu desculpas pelas declarações e ainda afirmou que suas palavras foram mal interpretadas por quem fez a divulgação do vídeo

diario da manha

O professor e doutor em ciências da Universidade Federal de Goiás (UFG), José Ricardo Sabino, virou alvo de nota de repúdio na última sexta-feira (26), por pelo menos outras três entidades ligadas à instituição, depois que ele minimizou e riu da pandemia da Covid-19 durante uma aula on-line.

No vídeo, com duração de três minutos, o professor da risada ao falar sobre o número de mortes provocadas pela Covid-19, que já levou mais de 300 mil pessoas à óbito em todo país.

” Você vai me chamar de genocida, mas as pessoas morrem, sabe. As pessoas morriam antes da pandemia. Há indícios de que as pessoas morriam antes. Há indícios de que não havia UTI antes da pandemia (risos )”, afirma o professor.

Em nota, José Ricardo pediu desculpas pelas declarações e ainda afirmou que suas palavras foram mal interpretadas por quem fez a divulgação do vídeo. “Quero afirmar que estou ciente da gravidade dessa crise e do seu agravamento com um vultuoso aumento de casos. Que solidarizo com as famílias das pessoas acometidas gravemente por essa doença e por todas as outras doenças”, declara José Ricardo.

A Universidade Federal de Goiás informou que durante reunião que aconteceu na última sexta-feira (26), o Conselho Universitário (Consuni), órgão máximo de deliberação dentro da universidade, apresentou notas de repúdio em relação à fala do professor pelas seguintes entidades: Diretório Central dos Estudantes (DCE), Sindicato dos Trabalhadores Técnico-Administrativos em Educação das Instituições Federais de Ensino Superior do Estado de Goiás (SINT-FESgo) e Sindicato dos Docentes das Universidades Federais de Goiás (Adufg-Sindicato).

A universidade disse ainda que acompanha o desenrolar dos fatos junto à ouvidoria e declarou que considera inaceitável toda e qualquer declaração desrespeitosa sobre as mortes provadas por Covid-19.

Em nota, o professor José Ricardo pede desculpas aos colegas e a todos os dirigentes da honrada instituição a qual trabalha. Confira:

Eu quero pedir desculpas aos colegas, a todos os dirigentes da honrada instituição que trabalho e a toda comunidade pelas minhas palavras que foram mal interpretadas pelos mesmos que divulgaram esse vídeo sem autorização. Pois esse recorte de vídeo tirado do contexto pretende imputar a mim uma fala que não proferi.

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe DM Online www.dm.jor.br pelo WhatsApp (62) 98322-6262 ou entre em contato pelo (62) 3267-1000.

Comentários