Cidades

Idoso morre dentro de agência bancária, em Goiânia

Segundo a ex esposa, dona Maria Aparecida Damasceno, também aposentada, a vítima estava em uma cadeira de rodas devido a uma sequela que ficou em decorrência de um acidente de trânsito

diario da manha
Polícia Científica busca corpo de idoso que morreu dentro de agência bancária — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Na última sexta-feira (5),um aposentado de 63 anos sofreu um mal súbito e morreu enquanto era atendido dentro de uma agência bancária no Setor Leste Universitário, em Goiânia.

Acionado, o Instituto Médico Legal ( IML) levou o corpo do aposentado identificado como Marcondes Pereira da Silva, para ser analisado por ser um fato bem atípico. De acordo com policiais que estiveram no local, indicaram que foi uma possível morte natural.

Segundo a Polícia Civil, a filha do aposentado esteve no local e relatou que o pai morava com ela e não apresentava sintomas de doença, que era um idoso saudável, porém no dia anterior apresentou falta de ar.

Segundo a ex esposa, dona Maria Aparecida Damasceno, também aposentada, a vítima estava em uma cadeira de rodas devido a uma sequela que ficou em decorrência de um acidente de trânsito. No momento, a ex esposa e seu genro estava com o aposentado na agência para ajuda-lo a sacar sua aposentadoria, já que ele estava sem seu cartão.

“Chegamos por volta de 9h e não nos deixaram entrar, tivemos que esperar do lado de fora, no sol. Depois, entramos, a moça pegou os papéis dele para atender e vi que a unha dele parecia que estava ficando branca”, contou a ex esposa.

Ainda de acordo com a ex esposa, imediatamente chamou atenção do genro e começou a pedir ajuda para a vítima, porque ele parecia estar passando mal, mas que ele não demonstrou nenhum som ou expressou qualquer tipo de dor.

“Tinha um socorrista no caixa eletrônico, deixaram que ele passasse para ajudar. O pessoal do banco também fez massagem cardíaca nele. Eu pedi para chamarem os bombeiros”, afirmou a aposentada.

O Corpo de Bombeiros esteve no local por volta de 10h20 e constatou que o idoso havia morrido. A Polícia Militar também foi chamada e acionou o IML, que foi buscar o corpo. A aposentada Maria Aparecida, ex esposa, disse que algumas pessoas que estavam no local a acusaram de entrar com o ex marido ja morto dentro da agência, mas que isso não é verdade.

A Polícia Técnico-Científica informou que, à pedido da Polícia Civil, faz exames para determinar a causa da morte e quando ela ocorreu. A corporação explicou ainda que os resultados, quando ficarem prontos, serão repassados aos investigadores.

Comentários