Cidades

SP: Irmãos morrem após quarto em que dormiam pegar fogo

As três crianças morreram carbonizadas na madrugada de quarta-feira (17). Os corpos foram velados na manhã de hoje (18). O pai delas está preso devido depoimento contraditório

diario da manha
Os corpos dos três irmãos mortos no incêndio em Poá foram velados e enterrados na manhã desta quinta

Na madrugada da última quarta-feira (17) três irmãos morreram durante um incêndio na casa em que moravam com um dos pais em Poá, na Região Metropolitana de São Paulo. De acordo com a polícia, o fogo teve início no quarto em que as crianças estavam e como a porta estava trancada, além de haver grades nas janelas, as vítimas morreram carbonizadas.

Na manhã desta quinta (18), Fernanda Verônica Reis de Faria e Vieira, de 14 anos; Gabriel Reis de Faria e Vieira, de 9 anos; e Lorenzo Reis de Faria e Vieira, de 2 anos, foram enterrado no Cemitério Municipal da Paz.

Segundo os bombeiros que atenderam a ocorrência, o pai Ricardo Reis de Farias e Vieira, dormia em outro quarto quando percebeu o incêndio. Ele disse que não conseguiu arrombar a porta, então foi até a delegacia, que fica perto do imóvel, e pediu ajuda.

Fogo teve início no quarto em que as crianças estavam e se espalhou pelo resto da casa- Foto: Reprodução/G1

Devido contradições em seu depoimento, Ricardo foi preso temporariamente. Entre as contradições está no fato dele ter dito que acordou com o cheiro de fumaça e não com os gritos, segundo a Polícia Civil.

A defesa dele informou, em nota, que a prisão temporária de Ricardo foi precipitada e que está tomando providências para revertê-la.

O pai das crianças compartilhava a guarda dos filhos com o ex-companheiro com quem viveu por quase 15 anos. Os três foram adotados pelos dois em 2014 e em 2019.

O caso está sendo investigado e ainda não se sabe a causa do incêndio. Cerca de oito pessoas foram ouvidas até o momento entre familiares, vizinhos e policiais que atenderam a ocorrência. Um celular que foi encontrado no cômodo em que as vítimas estavam foi apreendido. (Com informações do G1).

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe DM Online www.dm.jor.br pelo WhatsApp (62) 98322-6262 ou entre em contato pelo (62) 3267-1000.

Comentários